Transporte Coletivo em Curitiba é melhor opção em dias de jogos da Seleção Brasileira

ônibus

Transporte coletivo foi a melhor opção para assistir jogo em Curitiba e para o deslocamento antecipado de retorno do trabalho. Circular Fan Fest leva passageiros de graça a evento oficial da FIFA, mas lotação é problema. Foto: Adamo Bazani.

Em dia de jogos da Copa, transporte coletivo é a melhor opção em Curitiba
Reportagem realizou o trajeto para a Fan Fest e não encontrou dificuldades, apresar da lotação
ADAMO BAZANI – CBN
Quando a Seleção Brasileira entra em campo, a grande preocupação dos gestores de mobilidade é em relação ao trânsito e aos transportes públicos, tanto para quem retorna para casa como para os torcedores que vão a pontos de encontros e festividades, para estádios ou mesmo nos locais onde é realizada a Fan Fest, evento oficial da FIFA. Os torcedores assistem aos jogos em telões e depois há a apresentação de shows musicais.
As empresas normalmente liberam os funcionários antes para acompanharem os jogos, o que acaba criando um horário de pico fora do habitual.
A reportagem esteve nesta segunda-feira, dia 23 de junho de 2014, quando o Brasil venceu a Seleção de Camarões por 4 a 1, em Curitiba, no Paraná.
A melhor opção para quem precisava voltar para casa ou ir a um bar, restaurante ou clube para torcer foi novamente o transporte coletivo.
No contra-fluxo, era possível ver boa parte das vias com trânsito acima do normal e longas filas de carros.
Já os ônibus pelos corredores exclusivos, uma das principais características da capital paranaense, seguiam viagem com boa velocidade, mas havia lotação.
A Urbs – Urbanização de Curitiba S.A. e as empresas de ônibus que fazem parte da RIT – Rede Integrada de Transporte criaram um esquema especial para atender a maior demanda.
Pelo menos três horas antes da partida da seleção brasileira, houve reforço em diversas tabelas de viagens e readequação de horários. As companhias de ônibus também colocaram veículos extras.
De acordo com a Urbs, há também serviços especiais como o Aeroporto/Boqueirão, que partem da Estação Tubo do Aeroporto e seguem na direção do Terminal Boqueirão sem paradas intermediárias. Estes ônibus operam somente quando são realizados jogos em Curitiba, das 6h15 às 23h30.
Nos dias de partida da seleção brasileira, a Fan Fest da FIFA é realizada na Pedreira Paulo Leminski.
O local é distante do centro e há bloqueios de trânsito na Rua João Gava.
Além das linhas de ônibus habituais que servem à região, há o Circular Fan Fest, que para na Rua Nilo Peçanha.
Os serviços são gratuitos e prestados por ônibus elétricos híbridos, mais confortáveis e silenciosos e menos poluentes, além de veículos convencionais.
Os ônibus partem da Praça Rui Barbosa, param na Praça Tiradentes e depois seguem o trajeto sem mais paradas.
A Urbs diz que o intervalo entre os veículos é de 15 minutos. No entanto, em alguns momentos, chegavam a 23 minutos e em outros eram inferiores a 10 minutos.
A reportagem embarcou num destes ônibus.
O serviço foi satisfatório. Pela distância, o tempo de chegada à Fan Fest foi bom.
Os torcedores estavam bem animados e muitos que não conheciam admiraram o silêncio do veículo híbrido.
O problema era a lotação. A dica é, se possível, o passageiro optar por embarcar na Praça Rui Barbosa, já que na Praça Tiradentes, o ônibus já chegava lotado.
No mesmo dia, tinham jogado na Arena da Baixada, em Curitiba, às 13 horas, Austrália e Espanha.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , | 1 comentário

Código para aplicativos em ponto de ônibus já mostra localização e linhas

ônibus

Ônibus em São Paulo. Pontos vão receber código QR que informam linhas e previsão de chegada dos ônibus.

Código para aplicativos já mostra linhas localização de ônibus em São Paulo
Para ter acesso às informações passageiros precisam baixar um aplicativo que direciona para o sistema Olho Vivo, da SPTrans
ADAMO BAZANI – CBN
Em alguns pontos de ônibus de São Paulo, como na região de Itaquera, Avenida 23 de maio e Avenida Paulista, através de um código QR (Quick Response – Resposta Rápida) – uma espécie de “código de barras”, os passageiros podem se informar sobre as linhas que atendem o local, o percurso e a localização do ônibus que vai passar.
O passageiro deve baixar um aplicativo gratuito com as informações da SPTrans.
Depois, basta direcionar a câmera do aparelho celular para o código, que está localizado na relação dos números das linhas e horários.
O passageiro então vai ser direcionado para o Sistema Olho Vivo, do site da SPTrans.
O serviço já está disponível para os sistemas Android e iPhone.
Não há uma previsão de quando todos os pontos terão o código, mas os novos abrigos e totens que estão substituindo os modelos antigos devem ser os primeiros a receber.
Uma versão em inglês, para turistas, também está sendo desenvolvida.
Até o final de 2015, a concessionária Otima acredita que deve trocar todos os 6,5 mil abrigos da cidade de São Paulo.
O secretário municipal de transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, disse que a tecnologia não vai substituir os painéis informativos de previsão de chegada dos ônibus como na Rebouças e em terminais.
Ele participou da inauguração de um destes pontos, na Avenida Paulo, 200.
Tatto também garantiu que novos aplicativos que informam os intervalos entre os ônibus serão testados.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Assinado contrato para Corredor da região de Campinas

Da CBN Campinas e G1

A concessão do sistema intermunicipal de ônibus da Região Metropolitana de Campinas (RMC) prevê repasse de R$ 2,5 bilhões em 15 anos para o grupo empresarial responsável pelo serviço. O contrato foi assinado nesta segunda-feira (23) pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) durante visita às obras do Corredor Metropolitano Vereador Biléo Soares, também conhecido como trecho noroeste, em Nova Odessa (SP).

Formado por seis empresas, o Consórcio Bus receberá os recursos. Conforme a Prefeitura de Nova Odessa, que divulgou nota nesta tarde sobre a visita do tucano, com a concessão onerosa será possível implantar o sistema único de bilhetagem eletrônico, uma central de controle operacional e monitoramento da frota por GPS. A idade média da frota que vai operar no corredor, conforme o Executivo municipal, será de cinco anos.

Também foram entregues durante o evento 28 veículos para o serviço especial Ligado, que deve atender 243 alunos com deficiência na região. Micro-ônibus adaptados serão utilizados para o transporte de crianças e adolescentes no trajeto entre suas casas e as escolas e entidades conveniadas com a Secretaria de Estado da Educação.

O serviço deverá atender estudantes de Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste (SP), Americana (SP), Hortolândia (SP), Monte Mor (SP), Sumaré (SP), Valinhos (SP), Vinhedo (SP), Campinas (SP) e Jaguariúna (SP).

Corredor metropolitano Com 24,3 quilômetros, o corredor metropolitano deve beneficiar cerca de 35 mil passageiros por dia, segundo o governo. O complexo rodoviário vai integrar o transporte entre as principais cidades da RMC, incluindo Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste.

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Governo Federal altera regras para transportes de passageiros

ônibus

Ônibus rodoviário. Lei que regulamenta transportes de passageiros passa por alterações. ANTT pode intervir mais nas autorizações dos serviços regulares de transportes interestaduais e internacionais. Foto: Adamo Bazani

Governo Federal altera regras sobre transportes coletivos
Lei 10.233/2001 teve alterações. Agora, até serviços eventuais precisam de autorização e ANTT pode intervir mais nas linhas regulares
ADAMO BAZANI – CBN
A Lei 10.233/2001, que regulamenta os transportes coletivos de passageiros na esfera nacional, passou por uma série de alterações, anunciadas pelo Governo Federal nesta sexta-feira, dia 20 de junho de 2014. As mudanças estão incluídas na Lei 12.996.
Uma das modificações é que anteriormente, os transportes coletivos eventuais de passageiros do tipo rodoviário, ferroviário e aquaviário necessitavam de autorização quando havia conjuntamente exploração de infraestrutura (postos rodoviários, ferrovias e vias aquáticas). Agora, também é necessária autorização para esses serviços mesmo desvinculados da infraestrutura e para prestação regular de serviços de transporte coletivo interestadual e intermunicipal de passageiros também não vinculados à exploração da infraestrutura.
Foram incluídos novos itens na lei, como o artigo 47-A. Agora, a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres pode estabelecer condições específicas, de acordo com as características regionais e de mercado, para a outorga de serviço regular interestadual e internacional rodoviário de passageiros. No artigo 47-B, foi estabelecido que não haverá limite de autorizações para o serviço regular de passageiros, caso haja necessidade de mais operadoras: “A ANTT poderá realizar processo seletivo público para outorga de autorização, observando os princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, na forma do regulamento.”
A ANTT também pode intervir no mercado de transportes rodoviários regulares interestaduais e internacionais para “cessar abuso de direito ou infração contra a ordem econômica”, havendo a possibilidade, inclusive, de criar obrigações específicas para cada autorização.
A lei 10.233/2001 instituiu, quando foi criada, o CNIPT – Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transportes, ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, Antaq – Agência Nacional de Transportes Aquaviários e o DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Descartada greve de ônibus em Goiânia

Do G1/ GO

Motoristas do transporte coletivo que atuam na Grande Goiânia decidiram neste domingo (22) aceitar a proposta de reajuste salarial oferecida pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de Goiânia (Setransp). O aumento de 9% nos vencimentos e 20% no vale-refeição ficou acordado em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de Goiás (Sindittransporte) – que representa oficialmente a categoria. Com isso, o indicativo de greve do setor, aprovado há uma semana, foi descartado.

As negociações se arrastavam há mais de um mês. Inicialmente, a categoria pediu um acréscimo de 15% no salário e 35% no ticket. Após várias reuniões entre as partes no Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região, o Ministério Público do Trabalho (MPT) chegou ao valor de a 10% no salário e 23% no ticket, proposta aceita pela categoria. Porém, acabou valendo a contraproposta feita pelo Setransp.

Apesar do acerto, o Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia e Região Metropolitana (Sindicoletivo) – órgão extraoficial dos trabalhadores – disse que um “sacrifício” foi feito para que se chegasse ao final das discussões.

“O valor é baixo, mas aceitamos pensando no apoio que recebemos do MPT e da população”, afirmou ao G1 o advogado do Sindicoletivo, Nabson Santana Cunha. Segundo ele, cerca de 250 trabalhadores compareceram à assembleia.

Cunha também afirmou que não houve uma deliberação quanto a volta do serviço de manobra, que é o transporte do funcionário no final do expediente durante a madrugada. O Setransp havia sinalizado com uma forma mais ampla desse expediente, atendendo também usuários e não só motoristas. Desta forma, os passageiros teriam transporte coletivo disponível 24 horas por dia.

“Esse proposta não atende os trabalhadores. Eles querem o serviço da forma como era feito ou uma ajuda de custo. Primeiro porque os veículos não vão fazer o mesmo percurso que antes e segundo que, desta forma, os trabalhadores pode descer longe de suas casas, o que os colocariam em risco. Vamos continuar lutando por isso e entrar com uma ação coletiva para obter esse benefício”, salientou.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Metrô e BRT atraem mais torcedores em Pernambuco

Do G1 PE

A Secretaria Extraordinária da Copa em Pernambuco (Secopa-PE) informou, neste sábado (21), que a quantidade de torcedores que utilizaram o Bus Rapid Transit (BRT) e metrô para chegarem à Arena Pernambuco, no segundo jogo do Mundial no estado, aumentou. Itália e Costa Rica se enfrentaram na sexta (20). Conforme o balanço, 3.483 pessoas usaram ônibus (8,65% do total) e 11.965, trem (29,7%). Na primeira partida, foram 2.171 e 10.097 passageiros, respectivamente.

No Corredor Norte-Sul, foram 13 viagens feitas por sete BRTs em um intervalo de 37 minutos. No Leste-Oeste, foram 70 viagens por 30 ônibus de 9 em 9 minutos. Para quem chegou de metrô, foram utilizados 51 circulares para fazer o percurso Cosme e Damião-Arena PE, com intervalo de 3 minutos. Utilizaram os estacionamentos periféricos 22,44% dos torcedores e o restante do público (39,21%) seguiu para o estádio em veículos credenciados pela Fifa.

“Apesar de pequenos, tivemos um aumento no número de pessoas transportadas por modais públicos, 24.488 [contra 23.418], o que era nosso objetivo. Em uma hora e meia, conseguimos retirar todas as pessoas das paradas ao redor da Arena”, informou a secretária-executiva das Cidades de Pernambuco, Ana Suassuna. Os números foram apresentados no Centro Aberto de Mídia, na Torre Malakoff, Bairro do Recife, área central da cidade.

Já o fluxo dos estacionamentos periféricos diminuiu em comparação ao jogo entre Japão e Costa do Marfim, em 14 de junho. No Parqtel foram 6.295 torcedores, 2.164 no RioMar e 611 no Cordeiro.

Na ida ao estádio, muitos torcedores reclamaram de retenção na Avenida Abdias de Carvalho e na BR-232. Segundo o secretário extraordinário da Copa, Ricardo Leitão, o problema ocorreu porque a seleção da Costa Rica se atrasou para sair do hotel. “A operação que traz e leva as delegações é coordenada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e eles acharam melhor esperar a chegada do ônibus que trazia a Costa Rica, deixando a Abdias bloqueada por mais tempo”, explicou.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

São Paulo recebe mais 2,1 quilômetros de faixas exclusivas nesta segunda, 23

ônibus

Ônibus urbano em São Paulo. Cidade recebe mais 2,1 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus nesta segunda-feira, dia 23 de junho. Implantação de corredores não avança. Foto: Adamo Bazani.

São Paulo recebe mais 2,1 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus neste dia 23
Pelos espaços, os ônibus atendem 376 mil passageiros por dia
ADAMO BAZANI – CBN
A cidade de São Paulo recebe nesta segunda-feira mais dois quilômetros e cem metros de faixas exclusivas para ônibus.
Na avenida Imperatriz Leopoldina, na zona Oeste, os ônibus terão exclusividade por um quilômetro e setecentos metros.
A faixa é à direita e opera nos dois sentidos de segunda a sexta-feira, das 6 horas às 9 horas e das 17 horas às 20 horas.
No sentido centro, a faixa é entre a rua Carneiro da Silva e a rua Blumenau. Já no sentido bairro, nestes horários, os ônibus têm exclusividade pela faixa à direita entre a rua Teerã e rua Carneiro da Silva.
Segundo a CET – Companhia de Engenharia de Tráfego, são atendidos por dia nestes trechos da avenida Imperatriz Leopoldina, 220 mil passageiros nos dois sentidos em 15 linhas de ônibus.
A Avenida Rudge, na região central da cidade, também recebe um novo espaço exclusivo para ônibus nesta segunda-feira.
São 400 metros de faixas nos dois sentidos, com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 6 horas às 22 horas e aos sábados, das 6 horas às 14 horas.
No sentido centro, o trecho é entre a rua Baronesa de Porto Carreiro e rua Norma Pieruccini Giannotti. Na direção do bairro, a exclusividade para os ônibus é entre a rua Sérgio Tomás e rua Salesópolis.
Segundo a CET, pelo sentido centro da Avenida Rudge, neste trecho, são atendidos por dia 49 mil passageiros em seis linhas de ônibus. No sentido bairro, são 11 linhas que transportam 107 mil pessoas.
Com estes novos espaços, desde janeiro de 2013, foram implantados 337 quilômetros e 300 metros de faixas exclusivas para ônibus. Antes eram aproximadamente 105 quilômetros, somando, portanto, 442 quilômetros e 300 metros.
O total de corredores, que são espaços mais indicados para o transporte coletivo desde que bem planejados, é de 120 quilômetros. No entanto, uma parte significativa destes chamados corredores em São Paulo, não passa apenas de uma faixa à esquerda. Apenas o Expresso Tiradentes, entre a zona Sudeste e o centro, tem características de BRT – Bus Rapid Transit.
O prefeito Fernando Haddad prometeu na campanha eleitoral mais 150 quilômetros de corredores até 2016.
Mas o cumprimento da meta passa por dificuldades. Não foi fácil convencer os vereadores a votarem o projeto de lei 017/2014 que prevê o alargamento de 66 vias para a implantação dos espaços. Houve pressão de moradores e principalmente de comerciantes que querem que seus clientes estacionem nas ruas em frente aos estabelecimentos. Com medo de perderem espaço nos redutos eleitorais, os vereadores então apresentaram emendas às propostas iniciais e demoraram para aprovar o projeto.
O traçado original do corredor previsto para a Avenida Nossa Senhora do Sabará, na zona Sul de São Paulo, onde houve protesto até mesmo com barricadas e fogo em pneus e entulhos, foi eliminado depois da reclamação de comerciantes.
A administração ainda espera a liberação total da licitação de 128 quilômetros de corredores pelo TCM – Tribunal de Contas do Município e o desfecho do embate jurídico entre prefeitura e governo do estado de São Paulo contra o Ministério Público Estadual. A promotoria é contra resolução que permite que o poder público municipal expeça licenças ambientais. Para o Ministério Público, pelo fato de uma obra poder trazer impactos em outros municípios, esta responsabilidade deve ser unicamente do estado.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 8 Comentários