Justiça determina que Suzantur saia de Mauá. Prefeitura vai manter empresa

ônibus

Ônibus da Viação Cidade de Mauá. Assim como a Leblon, empresa tem garantias jurídicas para operar no município. Foto: Kaique Feitas

Justiça determina suspensão de contrato emergencial com a Suzantur e a volta da Viação Cidade de Mauá
Se prefeitura não cumprir determinação pode ser multada em R$ 30 mil por dia. Leblon também possui garantias judiciais para continuar operando
ADAMO BAZANI – CBN
O juiz Rosselberto Himenes, da 5ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho de Manaus, atendeu liminar da Viação Cidade de Mauá, operadora do lote 01 do município, e determinou nesta quinta-feira, dia 31 de outubro, que o contrato emergencial firmado com a Suzantur pela prefeitura seja “suspenso imediatamente”
Também determina que “imediatamente” a Viação Cidade de Mauá assuma novamente as operações das cinco linhas prestadas pela Suzantur desde 19 de outubro, após descredenciamento das empresas Viação Cidade de Mauá e Leblon Transporte de Passageiros por supostas invasões no sistema de Bilhetagem Eletrônica.
A empresa do lote 02, Leblon Transporte de Passageiros, não teve os serviços afetados já que a companhia conseguiu um mandado de segurança mantendo as operações em Mauá. A Prefeitura de Mauá tentou desde o dia 19 derrubar duas vezes a liminar que favorece a Leblon, mas sem sucesso.
A decisão também proíbe a instalação de validadores nos ônibus da Suzantur e proibiu que a empresa responsável pela bilhetagem, PK 9 Tecnologia, realize compensação tarifária em prol da empresa contratada em caráter emergencial.
Caso a Prefeitura descumprir a decisão pode ser multada em R$ 30 mil por dia.
A decisão veio pela Justiça de Manaus pelo fato de as empresas do Grupo Baltazar José de Sousa estarem em recuperação judicial. Com as interrupções dos serviços da Viação Cidade de Mauá, as receitas da companhia ficam comprometidas, prejudicando a recuperação judicial. A recuperação é acompanhada pela Justiça do Amazonas, já que envolve uma companhia de ônibus daquele estado pertencente a Baltazar.
“Na verdade sempre buscamos o diálogo com todas as partes. Mas temos de garantir nosso direito de operar. Temos um contrato e vencemos a licitação” – disse o empresário Baltazar de Sousa Júnior ao Blog Ponto de Ônibus/Canal do Ônibus.

PREFEITURA NÃO DEVE RETIRAR A SUZANTUR:

Em evento realizado na noite desta quinta-feira sobre o balanço da administração, o prefeito Donisete Braga disse que vai manter a Suzantur operando no lote 01 e que a decisão da justiça de Manaus não deve sobrepor a decisão da Justiça de São Paulo que negou recurso da Viação Cidade de Mauá.
Quanto à Leblon, a empresa continua operando sem alterações já que possui decisões favoráveis no Estado de São Paulo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , | 15 Comentários

Leblon pede na Justiça Criminal que Paulo Eugênio explique acusações sobre bilhetagem

ônibus

Leblon entra na Justiça para que o secretário de mobilidade urbana, Paulo Eugênio Pereira, com pedido de explicações na esfera criminal sobre acusações de invasão no sistema de bilhetagem. Foto: Opinião Pública.

Leblon pede na Justiça que Paulo Eugênio esclareça afirmações sobre Bilhetagem Eletrônica

Secretario pode responder a processo penal caso não comprove as acusações que fez contra a empresa
ADAMO BAZANI – CBN
A empresa Leblon Transporte apresentou, na última terça-feira dia 29 de outubro, uma notificação na justiça criminal para que o Secretário de Mobilidade Urbana – SMU – de Mauá, Paulo Eugênio Pereira, esclareça as declarações que fez em uma entrevista coletiva concedida no sábado, dia 19 de outubro, quando afirmou que a companhia de ônibus invadiu o sistema de bilhetagem eletrônica do Município e fraudou dados para receber valores de maneira irregular.
No pedido de explicações, os donos da empresa de ônibus afirmam que as declarações do Secretário possuem conteúdo “calunioso e ofensivo à sua honra e dignidade, revelando o intuito de causar prejuízo à empresa e de indispor os interpelantes junto à opinião pública mauaense”.
Ainda segundo a Leblon, existe um laudo técnico e um parecer da Corregedora Geral do Município de Mauá que demonstram não estar comprovada a suposta fraude. No dia 27 de junho de 2013, a Corregedora Geral de Mauá, Thais de Almeida Miana, acatou os argumentos da companhia de ônibus que afirmou que os acessos foram “formalmente autorizados” pelo Município, “ou pelo menos alguns deles”. A corregedora recomendou a realização de uma nova perícia no sistema de bilhetagem para a devida verificação, o que foi ignorado pela Prefeitura de Mauá.
De acordo com a notificação, que está na 2ª Vara Criminal de Mauá, o Secretário deverá ser intimado para esclarecer as suas acusações e pode responder a processo criminal caso não apresente provas do que disse na entrevista.
A assessoria de imprensa da prefeitura disse que não sabia até o fechamento desta matéria do pedido de explicações da Leblon.
Com base na sindicância que aponta as supostas invasões, na sexta-feira dia 18 de outubro, o prefeito de Mauá, Donisete Braga, descredenciou as empresas Leblon Transporte de Passageiros e Viação Cidade de Mauá. A Leblon conseguiu uma liminar na justiça impedindo que valessem os efeitos do descredenciamento e continuou a operar no lote 02 da cidade.
A empresa contratada emergencialmente, Suzantur, começou a operar no sábado, dia 19 de outubro, cinco linhas que antes eram prestadas pela Viação Cidade de Mauá.
Mas a atuação da empresa tem desagradado a população. Os ônibus operados pela Suzantur são usados e pertenciam a Oak Tree, empresa que faliu na Capital Paulista.
De forma improvisada, os veículos ainda operam com o padrão da SPTrans que não é compatível com os transportes em Mauá. Os ônibus ainda possuem portas à esquerda, que estão inoperantes e representam riscos aos passageiros e perda de lugares dentro do veículo. Do lado direito há apenas duas portas e a catraca é no meio, dificultando embarque e desembarque. O padrão de pintura é ainda o do Consórcio Sudoeste, da área 8 da SPTrans – São Paulo Transportes e sob o adesivo improvisado com o nome da Suzantur ainda dá para ver o nome do Consórcio e da Oak Tree,
A Suzantur só possui ônibus comuns e algumas linhas que eram operadas pela Viação Cidade de Mauá tinham veículos articulados. Passageiros reclamam da superlotação.
O vereador Manoel Lopes enviou requerimento à prefeitura pedindo explicações sobre a contratação da Suzantur. O parlamentar alega que não houve clareza por parte do executivo municipal sobre os inícios das operações e que a Câmara não foi comunicada.
Um dia antes da entrada da empresa, poucas pessoas sabiam o nome da companhia e a prefeitura apenas se limitava a dizer que entraria em operação uma “nova” companhia de ônibus.
Manoel Lopes ainda diz que recebeu várias reclamações sobre a atuação da empresa emergencial que hoje opera com funcionários da Viação Estrela de Mauá, companhia que tenta operar o lote 02, correspondente a área atendida pela Leblon.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | 18 Comentários

Ônibus estão 48,1% mais rápidos com novas faixas, diz estudo da CET

ônibus

Estudo da CET mostra que com faixas de ônibus, velocidade dos veículos de transportes coletivos subiu 48% passando de 13,8 quilômetros por hora para 20,4 quilômetros por hora. Foto: Adamo Bazani

Velocidade dos ônibus cresceu 48,1% com faixas, diz estudo da CET
Zona Norte foi a que teve maior ganhos, 87%. Em algumas regiões, média ficou abaixo do esperado
ADAMO BAZANI – CBN
Estudo da CET, divulgado nesta quarta-feira, dia 30 de outubro, revela que a velocidade média dos ônibus na cidade de São Paulo aumentou 48, 1% após a implantação neste ano de 243 quilômetros e 400 metros de faixas exclusivas para o transporte coletivo.
Ainda segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego, antes em média os ônibus desenvolviam 13,8 quilômetros por hora. Hoje a média geral da cidade é de 20,4 quilômetros por hora.
O estudo mostra ainda que a região onde houve os maiores ganhos foi a zona Norte de São Paulo, onde o crescimento da velocidade média foi de 87% passando de 11 quilômetros por hora para 21 quilômetros por hora em média.
Mas é na zona Oeste de São Paulo que os ônibus andam mais rápido,de acordo com levantamento: média de 24 quilômetros por hora.
No entanto, se a média de velocidade dos ônibus em São Paulo é de 20 quilômetros por hora, há regiões na cidade que ainda estão abaixo deste valor.
Na sudoeste, os veículos de transporte coletivo só conseguem desenvolver 14,4 quilômetros por hora em média.
As regiões Sudeste e Sul também registraram velocidade abaixo da média da cidade.
Agora a meta da prefeitura de São Paulo é totalizar este ano 300 quilômetros de faixas exclusivas na cidade.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , | 6 Comentários

Aprovada gratuidade para passageiros com 60 anos ou mais nos transportes metropolitanos em São Paulo

ônibus

Ônibus intermunicipal. Alckmin aprova lei que garante gratuidade para passageiros com 60 anos ou mais no Metrô, nos trens da CPTM, nos ônibus intermunicipais gerenciados pela EMTU e no Sistema Metra, do Corredor ABD. Foto: Adamo Bazani

Alckmin aprova lei que garante gratuidade em Metrô, CPTM e ônibus intermunicipais para idosos com 60 anos ou mais
Até então, benefício era apenas para pessoas a partir de 65 anos de idade
ADAMO BAZANI – CBN
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin aprovou nesta quarta-feira, dia 30 de outubro, o projeto de lei que garante gratuidade para pessoas com 60 anos ou mais no Metrô, nos serviços da CPTM – Companhia de Trens Metropolitanos, no ônibus intermunicipais gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos e nos ônibus e trólebus do Sistema Metra, do Corredor ABD.
Os beneficiados deverão fazer um cadastro prévio ou apenas apresentarem no meio de transporte o documento de RG, dependendo de cada gestor de transporte.
A lei precisa ser regulamentada e deve entrar em vigor no início do ano que vem. Até agora, o direito à gratuidade é garantido para pessoas com 65 anos ou mais.
ÔNIBUS RODOVIÁRIOS:
O governador também sancionou na semana passada a lei que garante gratuidade para pessoas a partir de 60 anos de idade nos ônibus intermunicipais rodoviários que ligam as diferentes cidades do Estado.
A lei precisa ainda ser regulamentada e deve começar a valer no início do ano que vem.
As empresas de ônibus serão obrigadas a destinar dois assentos no veículo rodoviário para este público. Os passageiros com 60 anos ou mais, para terem direito ao benefício, devem solicitar o bilhete com no mínimo 24 horas de antecedência da partida. Se não houver procura, a empresa pode vender as vagas pelo preço comum.
As companhias de ônibus só são obrigadas a reservarem vagas em assentos convencionais, excluindo as poltronas do tipo semi-leito ou leito.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 58 Comentários

Tatto pede desculpas por confusão em mudanças de linhas mas não vai mudar de ideia

ônibus

Secretário Municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, reconheceu falhas nas alterações de linhas na Capital Paulista e pediu desculpas. Mesmo assim, extinção de linhas vai continuar. São Paulo deve ter 300 quilômetros de faixas exclusivas novas no acumulado deste ano e Bilhete Único Mensal pode ficar somente para dezembro e não mais novembro.

Tatto pede desculpas e promete 300 km de faixas este ano
Secretário de Transporte de São Paulo admite que poderia fazer de um jeito melhor as mudanças de ônibus na zona Leste de São Paulo. Bilhete Único Mensal pode entrar em vigor somente em 2014
ADAMO BAZANI – CBN
Agestado
O secretário municipal de transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, admitiu nesta quarta-feira, dia 30 de outubro, que as mudanças de linhas no sistema da cidade, em especial na zona Leste de São Paulo, poderiam ter sido feitas de uma forma melhor. Jilmar Tatto pediu desculpas pelos transtornos ocasionados.
“Eu peço desculpa para a população, para o usuário do sistema de transportes, do que aconteceu. Nós vamos aprimorar. Determinei que fizessem mais panfletos, avisassem melhor. Foi um aprendizado. Foi uma mudança bastante grande. Talvez pudéssemos fazer melhor. Mas nesse sentido está sendo um aprendizado e nós vamos aprimorar a parte de informação ao usuário.”
Nos próximos dias, devem ser distribuídos mais 300 mil panfletos explicando as mudanças.
No último sábado, dia 26 de outubro, a SPTrans alterou o itinerário de 43 linhas (apesar de ter anunciado 46 ligações) pertencentes à área 4 da cidade de São Paulo, correspondente ao Consórcio Leste 4, onde atuava a Itaquera-Brasil, novo nome da Viação Novo Horizonte, empresa descredenciada pela Prefeitura de São Paulo por má prestação de serviços.
A área engloba bairros como Carrão, Cidade Tiradentes e São Mateus e conta com cerca de 200 mil passageiros por dia útil.
Por causa das mudanças de linhas, muitos passageiros se confundiram e perderam compromissos ou chegaram com atraso ao trabalho.
No sábado, alguns estudantes que não conseguiram chegar aos locais das provas do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio – atribuíram os atrasos às mudanças.
A SPTrans justificou as alterações à necessidade de reorganizar o sistema, evitando sobreposições e reduzindo o tempo de deslocamento.
Somente neste ano, a SPTrans alterou, extinguiu ou reduziu os trajetos de 80 linhas de ônibus. O ganho de tempo ainda não foi sentido por boa parte dos passageiros que reclamam do fato de terem de esperar mais conduções para chegarem ao destino.
Apesar do pedido de desculpas de Tatto, a política de redução de linhas de ônibus na cidade de São Paulo deve continuar. Até 2016, o número de ligações deve cair de 1.305 para cerca de 900.
ATRASO NO BILHETE ÚNICO MENSAL:
Uma das promessas de campanha do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o Bilhete Único Mensal que estava previsto para começar a vigorar em novembro, agora deve ser implantando somente em dezembro.
Tatto disse que vai tentar colocar o sistema ainda no final de novembro, mas é provável que só passe a vigorar no último mês do ano.
Pelo Bilhete Único Mensal, o passageiro pagar uma tarifa fixa de R$ 140 ao mês e pode usar quantos ônibus quiser ou necessitar no período.
SÃO PAULO AGORA DEVE TER CERCA DE 300 KM DE FAIXAS EXCLUSIVAS ESTE ANO:
Após superar a meta de implantação de 220 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus, a gestão de Fernando Haddad estima que, em 2013, devem ser criados cerca de 57 quilômetros de faixas a mais, além dos atuais 243,4 quilômetros.
A meta agora é de 300 quilômetros neste ano. Vias como Avenida Sumaré, Avenida Paulo VI, Avenida Corifeu de Azevedo Marques, Avenida Jabaquara, Avenida Doutor Assis Ribeiro, rua Vergueiro e rua Domingos de Moraes devem receber novos espaços exclusivos.
Tatto ainda disse que com a implantação das faixas, os ônibus ganharam velocidade e desempenho e que números preliminares indicam redução de 8,8% no consumo de óleo diesel dos veículos.
Será que isso vai ser levando em conta no cálculo de um próximo reajuste das tarifas?

TRÊS LINHAS SÃO REORGANIZADAS NA ZONA LESTE
Com a operação de reorganização de linhas de ônibus, iniciada a partir do dia 26 de outubro, sábado, na zona Leste, três linhas já estão fazendo percurso alternativo, deixando de atender, de passagem, o Terminal Vila Carrão . Os ônibus passam a circular pelas avenidas 19 de janeiro e João 23 .

Para mais informações acesse http://www.sptrans.com.br ou ligue 156

Uma linha está sendo atendida na Av. 19 de janeiro, 649:

507T-10 Term. Sapopemba – Metrô Carrão
Ida: Normal até a Av. Rio das Pedras, Av. Dezenove de Janeiro, Praça Quinze de Outubro, seguindo normal.
Volta: Normal até a Av. Dezenove de Janeiro, Av. Rio das Pedras, seguindo normal.

Duas linhas estão sendo atendidas na Av. João 23, oposto ao lado da rua Marajoara:

3778-10 Jd. Santa Terezinha – Metrô Carrão
Ida: Normal até a Av. Rio das Pedras, Av. Dezenove de Janeiro, Praça Quinze de Outubro, seguindo normal.
Volta: Normal até a Av. Dezenove de Janeiro, Av. Rio das Pedras, seguindo normal.

233C/10 Term. A E. Carvalho – Ceret
Ida: Normal até a Av. Itaquera, Av. Rio das Pedras, Av. João XXIII, seguindo normal.
Volta: Normal até a Av. João XXIII, Av. Rio das Pedras, Av. Itaquera, seguindo normal.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | 19 Comentários

Justiça nega novo pedido de Donisete para tirar a Leblon e Prefeitura de Mauá é multada

Leblon Maua

Prefeitura de Mauá tentou pela segunda vez tirar a Leblon, mas teve mais um pedido negado pela Justiça. Administração de Donisete Braga foi multada pela Justiça por tentar direcionar e interferir rumo de processo, no entender do judiciário. Foto: Adamo Bazani.

Prefeitura de Mauá tenta pela segunda vez derrubar liminar que mantém Leblon operando e sofre nova derrota na Justiça
No Tribunal de Justiça de São Paulo, administração de Donisete Braga também tentou direcionar processo da Leblon para mesmo desembargador que negou recurso da Viação Cidade de Mauá, mas foi multada pela Justiça
ADAMO BAZANI – CBN
A Prefeitura de Mauá tentou mais uma vez e não conseguiu derrubar a liminar que mantém a Leblon Transporte de Passageiros operando na cidade.
Nesta terça-feira, dia 29 de outubro, a 5ª Vara Cível de Mauá negou novo pedido de reconsideração feito pela Prefeitura Municipal. Já é a segunda tentativa de Donisete Braga de prevalecer sua decisão administrativa de cancelamento de contrato, que retiraria a Leblon da cidade.
A empresa possui decisões favoráveis para sua permanência em três esferas judiciais:
– 17 de outubro de 2013: 5ª Vara Cível de Mauá atende a pedido de mandado de segurança movido pela Leblon suspendendo os efeitos do cancelamento do contrato. A prefeitura por duas vezes tentou derrubar essa decisão e não teve sucesso.
– 10 de outubro de 2013: O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ivan Sartori, que tinha atendido pedido da prefeitura de Mauá para suspender a liminar que garante as operações da empresa desde 2010, reconsiderou sua decisão e manteve a Leblon, admitindo que não foi informado corretamente pela prefeitura sobre o processo, podendo assim ter sido induzido ao erro. Segundo ele, “O caso, portanto, era de não conhecimento do pedido de suspensão, impondo-se a reconsideração da decisão agravada para esse fim”
– 17 de setembro de 2013: O ministro-presidente do STJ Superior Tribunal de Justiça, Félix Fischer derrubou outra liminar da Prefeitura que retirava a Leblon da cidade, decidindo em favor da Leblon. Félix Fischer reconheceu que o fim das atividades da Leblon traria não só prejuízos à empresa, mas à cidade como um todo: “Vale referir que a manutenção do ato decisório aparentemente emanado de autoridade incompetente para tanto, tem o condão de trazer graves prejuízos à reclamante (no caso a Leblon – grifo nosso) e, indiretamente, aos próprios usuários do sistema de transporte coletivo do município de Mauá”

PREFEITURA DE MAUÁ FOI MULTADA PELA JUSTIÇA:

A Viação Cidade de Mauá não obteve êxito no Tribunal de Justiça de São Paulo para suspender o seu cancelamento de contrato. A Prefeitura de Mauá então quis direcionar o processo da Leblon para o mesmo desembargador do TJ-SP que negou o pedido da Viação Cidade de Mauá.
Mas o desembargador Luiz Ganzerla, juiz relator do caso, entendeu que não seria correto a prefeitura tentar determinar qual seria o órgão competente para julgar o processo da Leblon e que, portanto, o pedido do Executivo Municipal era impróprio e tinha o fim de simplesmente protelar os trabalhos da Justiça. Ganzerla foi além e aplicou multa à prefeitura: “Ante o caráter nitidamente protelatório deste recurso responsável a embargante pelo pagamento dessa sanção”.
A multa foi pequena, corresponde a 1% do valor da causa, que é de R$ 5 mil reais, mas tem a finalidade de impor uma conduta de boa-fé das partes na Justiça.

ENTENDA O CASO:

No dia 18 de outubro, o prefeito Donisete Braga, do PT, rescindiu os contratos da Viação Cidade de Mauá e da Leblon com base em supostas invasões por parte das empresas no sistema de Bilhetagem Eletrônica.
No entanto, a sindicância interna da Prefeitura que aponta as supostas invasões é contestada judicialmente. No dia 27 de junho de 2013, a própria Corregedora Geral do Município de Mauá, Thais de Almeida Miana, afirmou em parecer que essa sindicância não tinha elementos suficientes e conclusivos, devendo ser refeita, e declarou que as consultas feitas pela Leblon ao Sistema de Bilhetagem foram autorizadas pela Prefeitura, o que inocentaria a empresa. Donisete Braga, no entanto, ignorou o parecer.
No sábado, dia 19 de outubro, a Suzantur assumiu a operação de cinco linhas da Viação Cidade de Mauá, de forma emergencial, em função do cancelamento do contrato desta companhia .
As operações da Suzantur são alvos de críticas pela população. Pela pressa e falta de planejamento do início das atividades, muitos letreiros de itinerários dos veículos da empresa são improvisados. Os ônibus eram da empresa Oak Tree, que operava na cidade de São Paulo e que faliu. Os coletivos são usados e se encontram em mau estado de conservação. Seguem o padrão de pintura e carroceria da SPTrans, inadequados para o Sistema de Mauá. Há portas à esquerda inoperantes, o que representa risco para os passageiros. No lado direito, só há duas portas, dificultando embarque e desembarque. A catraca é no meio do veículo, causando problemas de locomoção dentro do ônibus e para o desembarque. O improviso foi tanto que em muitos ônibus ainda há o número do “0800 “ da falida Oak Tree. Se um passageiro quiser reclamar de algum problema, corre o risco de ligar para uma empresa falida da Capital Paulista e, logicamente, não ser atendido.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 31 Comentários

Marcopolo entrega 19 Paradiso para Catedral

Catedral

Ônibus de dois anadares de ato padrão da Marcopolo. Catedral recebeu 19 unidades do modelo Paradiso. Foto: Diego Moreira Vieira

MARCOPOLO ENTREGA NOVOS ÔNIBUS PARA A CATEDRAL TURISMO

Duas unidades serão utilizadas nas turnês do cantor Gustavo Lima
e da dupla João Bosco e Vinícius

Caxias do Sul(RS), 30 de outubro de 2013 – A Marcopolo fez a entrega, ontem, dia 29 de outubro, de 19 novos ônibus rodoviários para a Catedral Turismo, de Brasília. Os veículos, 12 unidades do modelo Paradiso Double Decker 1800 (dois pisos) e sete do Paradiso Low Driver 1600 (condutor posicionado mais abaixo), serão utilizados no transporte turístico e fretamento e em linhas intermunicipais e interestaduais.

Uma das principais empresas de transporte da região Centro-Oeste, a Catedral Turismo, além de atender o segmento de fretamento e turismo, fornece seus veículos para as turnês de diversos cantores brasileiros, como Gustavo Lima e a dupla João Bosco e Vinícius. Por isso, adquiriu dois ônibus Paradiso 1800 Double Decker com configuração diferenciada para oferecer ainda mais conforto, segurança e ergonomia, além do acabamento moderno e de tecnologia embarcada.

O grande destaque dos modelos Paradiso é o conforto interno dos passageiros. As poltronas, concebidas em espumas especiais (visco elástico) na região da cabeça e do pescoço, possuem apoios de pernas e pés com sistema de catraca, que possibilita ajuste de posição de acordo com a altura do usuário, além de descansa-braços mais largos e macios. Contam ainda com sistema de acionamento da reclinação do encosto muito mais suave e prático, com cinco diferentes posições.

Os modelos Paradiso 1800 DD e 1600 LD possuem desenho arrojado, com vidros laterais e para-brisa panorâmicos, que ampliam a visibilidade para o motorista e passageiros. Internamente, os veículos contam com iluminação do salão de passageiros em LEDs, com luzes indiretas, que criam um ambiente de comodidade e sofisticação. Os LEDs estão presentes também nas luzes de leitura dos porta-focos, com acionamento por toque, saídas individuais para ar-condicionado, plug para fone de ouvidos e controle de volume do som. Os amplificadores de áudio são individuais e integrados ao porta-focos.

A cabine do motorista tem painel com satélites retráteis, que incorpora todos os instrumentos, como o display da câmera de ré, as câmeras internas e o sistema multiplex (funções conjugadas de todos os equipamentos do ônibus). Conta, também, com saídas de ar reposicionadas e sistema de ventilação mais eficiente, porta-objetos atrás da poltrona, iluminação individual para o motorista e para o motorista auxiliar com acionamento sensível ao toque.

Criada em 1985, a Catedral Turismo é uma empresa especializada no transporte turístico e fretamento. A companhia atua também em linhas das regiões Norte e Nordeste e em serviços diferenciados de transporte receptivo e city tour.

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , | 1 comentário