Piracicabana Brasília compra 404 Marcopolo Torino

ônibus

Viação Piracicabana compra 404 unidades do modelo Marcopolo Torino para o lote 01, de Brasília. Unidade da Marcopolo no Rio de Janeiro, também deve produzir ônibus articulados e biarticulados, hoje feitos no Brasil pela marca somente no Rio Grande do Sul. Foto: Lídia Miossi.

Piracicabana Brasília compra 404 “Torino”
Ônibus são encarroçados sobre chassi OF 1721, da Mercedes Benz
ADAMO BAZANI – CBN
A Viação Piracicabana adquiriu 404 ônibus para o transporte urbano na região de Brasília.
Os ônibus fazem parte da renovação de frota no sistema do Distrito Federal cuja licitação foi concluída neste ano.
Os veículos são de carroceria Marcopolo, modelo Torino, sobre Chassi Modelo OF 1721, Euro V, da Mercedes Benz.
Além de atenderem às normas vigentes de acessibilidade, com elevadores, balaústres em relevo para portadores de deficiências visuais e bancos para passageiros com necessidades especiais, e às normas de restrição à poluição com base nos padrões internacionais Euro V, os ônibus contam com GPS e câmeras no interior do veículo que passam informações sobre segurança, condições do tráfego e operacionais do ônibus em tempo real para uma Central de Monitoramento.
Os veículos são do tipo convencional, com 12 metros de comprimento e capacidade para 81 passageiros, contando com portador de deficiências.
A Viação Piracicabana Brasília foi considerada vencedora da Área 01 do Distrito Federal, atendendo a regiões como Fercal, Sobradinho, Sobradinho II, Varjão, Planaltina, Sudoeste/Octogonal, Cruzeiro e Lago Norte.

UNIDADE DA CIFERAL VAI PRODUZIR ÔNIBUS ARTICULADOS E BIARTICUALDOS:

O modelo Torino, da Marcopolo, é produzido na unidade Ciferal, no Rio de Janeiro.
A Ciferal, tradicional encarroçadora do Rio, fundada em 1955, foi assumida pela Marcopolo em 1999.
A planta tem hoje capacidade para a produção anual de 7 mil e 500 unidades e emprega 2 mil 600 funcionários.
De acordo com o diretor da Marcopolo/Ciferal, Alberto Calcagnotto, ainda neste ano, os articulados e biarticulados que eram feitos somente na unidade Ana Rech, em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, também passarão a ser feitos no Rio de Janeiro.
Com isso, a empresa se prepara para a maior demanda por estes veículos, prevista com a conclusão das obras de mobilidade que contam com corredores exclusivos para ônibus, e também amplia a capacidade de produção de rodoviários no Rio Grande do Sul, cujas vendas também devem crescer com a licitação da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres – e fortalecimento do setor de turismo. Isso sem contra com a renovação de frota que não foi realizada ainda por causa do receio dos empresários na transição de tecnologias de restrição à emissão de poluentes entre 2011 e 2012.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

About these ads
Esse post foi publicado em Notícia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para Piracicabana Brasília compra 404 Marcopolo Torino

  1. Pedro disse:

    Adamo esta empresa de Brasila compra 400 novos ônibus e o Prefeito de São Paulo veio a público falar que não pode substitui uma empresa como Novo Horrorizonte que possui apenas 300 ônibus sendo na sua maioria podres, ele não pode virgula ele não quer deixar de comer da lata de lixo que o relacionamento da Sptrans com estas empresa inclusive a Hambiental outra lata de lixo, que muda itinerários e encerram linhas sem nenhuma consulta popular, e so pedir que a Sptrans faz, CPI na Sptrans já.

  2. fabio maia ferreira disse:

    Adamo, o Haddad só é mais uma novidade de decepção política, ilusão estética, só isso. O Jilmar Tatto já é cobra criada, no que se refere em INCOMPETÊNCIA administrativa.

  3. Bruno disse:

    Francamente não vejo nenhuma vantagem nesses carros. São novos, mas é apenas mais do mesmo, mais modelos OF com suspensão metálica dura, degraus das portas altos…a única vantagem é serem novos pois de resto…

  4. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite

    Esse Torino é muito feio e já é passada a hora de mudar esse design, mas como dá um ótimo lucro, pela escala, vai sem mudar mesmo, não é verdade.

    Mas o pior é a largura útil do corredor ( MENOS DE 60 CM, em torno de 58 cm); eu medi na Transpúblico.

    Portanto, bom negócio para a Marcopolo, mas para os passageiros o velho e ruim “Passageiro Confort Shift SÍFU”

    E isso é empolgação, depois de fazer a matemática mesmo, esses carros desaparecem, anotem ai; afinal até outro dia circulava Alpha em Brasília.

    Brasília, uma cidade planejada, moderna, internacional, capital do Brasil E PLANA, no mínimo O 500, automático, suspensão a ar e ar condicionado.

    Mas ….

    Cabritim Torino é isso ai quer quer, não quer vai a pé.

    Att,

    Paulo Gil

  5. washington de siqueira e silva disse:

    Tremendo mal gosto. Além desse modelo já estar ultrapassado, Brasília merece carros modernos tipo BRT.

    • divino de rossy disse:

      ENGANO SEU. BRASILIA MERECE E CARROÇA. TODOS CARROS QUE RODAM AQUI CHEGARAM NOVINHOS, E NÃO TEM MUITO TEMPO. NOSSAS PISTAS SÃO PEXIMAS, BURACOS DEMAIS. E NEM SE FALA DO USUARIOS, QUE VANDALIZA TUDO QUE VE PELA FRENTE PRINCIPALMENTE DIAS DE EVENTOS. VEM AQUI QUE VC VAI VE…

  6. Jean Carlos disse:

    Brasília merece sim é ser mais valorizada começando pelos seus moradores.

  7. Jaime Dias fernandes disse:

    Gostaria de trabalhar com vocês, como motorista de Onib us ou Departamento de Pessoal/Administrativo/FH, em Brasília.

    Como poderia entrar em contato convosco para enviar o meu Currivullum. Tenho CNH “D”.

    Agradeço por vosso cooperação,

    Jaime Fernandes

  8. sandra dias disse:

    Que maravilha! Os usuarios merecem novos onibus, mais conforto, mais respeito. E os rodoviarios melhores condicoes de trabalho. Seje bem vinda piracicabana. Sou usuaria e rodoviaria. Abraco.

  9. Pedro Evaristo disse:

    Renovação de ônibus em Brasília é algo raro e quando acontece tem gente que acha ruim.Então não dá pra saber se é da melhoria no transporte público ou na beleza dos modelos de ônibus que a população precisa.

  10. Luciano Filho disse:

    Na renovação da frota com a chegada de novas empresas no DF, temos que ver pelo custo operacional dessas aquisições. Não é qualquer empresa que compra mais de 400 unidades de uma só vez. O modelo de transporte público ainda vai ser montado. Como o colega acima disse, Brasília ainda não oferece a estrutura ideal para um transporte público eficiente e confortável, vela as condições da maioria das pistas, paradas e terminais e também o congelamento do valor da passagem.
    É claro que adoraria embarcar em um carro automático, com suspensão a ar, motor traseiro e chassi rebaixado. Mas só a vontade dessas novas empresas investirem na cidade já é muito bom sinal.
    Seja bem vinda Piracicabana.

  11. gilson disse:

    como faço para entregar um curriculum? quem poder me responder meu e-mail é gilsonsouza@limao.com.br

  12. Veronica Gonçalves Silva disse:

    Eu acho que o que Brasilia não merece são pessoas mal informadas e inconformadas. Pra essas, mudem de endereço, que tal a terra de Obama???…

  13. M. Antonio disse:

    O transporte público de Brasília está atrasado pelo menos uns 50 anos. A corrupção e a impunidade garantem uma linha de metropolitano ridícula. A rodoviária do Plano é o lugar mais sujo e antiquado que já vi. Por ser a capital federal deveria ser ampliada, melhorada e descentralizada. Mas, como foi uma cidade planejada para quem tem carro, quem não tem que se f_ _ _, fica vivendo das belissimas obras de Oscar N., em vez de se modernizar e investir em transporte publico para a população. Mas cada povo tem o governo que merece, enquanto formos passivos e dizermos amém a tudo, teremos esses governantes ladrões, corruptos, e insensíveis às necessidades da população que aqui vive, principalmente os menos abastados.

  14. Raissa Garcia disse:

    Hoje, dia 17 de dezembro peguei o onibus de número 110922 na L2 sul com destino a asa sul. O motorista estava completamente desorientado… Trafegava na terceira faixa, gritava com quem pedia informações ( tipo o percurso do onibus). O tempo todo ele xingava o cobrador de velho, gagá e que deverira estar em casa e não ocupando o lugar de uma pessoa mais jovem… Fiquei muito assustada com o vocabulário chulo que ele usava e a violencia que dirigia. Desci na altura do Pátio Brasil… com pena das pessoas que continuavam dentro daquele carro. O telefone que tinha escrito dentro do onibus ( 3034-5755) não atende.
    Raissa Garcia 9806-5727

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s