Comil inicia primeira turma de Aprendizagem Industrial para pessoas com deficiência

ônibus

Ônibus da Comil. Empresa investe na formação e qualificação de mão de obra e agora vai além. Em parceria com o Senai abre o primeiro curso destinado para pessoas portadoras de deficiência intelectual para aumentar as oportunidades de trabalho e inclusão social para este público. Foto: Adamo Bazani

Comil inicia primeira turma de Aprendizagem Industrial para pessoas com deficiência
Iniciativa inédita da empresa vai beneficiar pessoas com deficiência intelectual, dando oportunidade de inserção no mercado de trabalho

MOGLIA COMUNICAÇÃO

A fabricante de ônibus Comil vai começar em março, em parceria com o Senai, as aulas da primeira turma de Aprendizagem Industrial voltada a pessoas com deficiência. Os alunos podem ser contratados pela empresa ao final do programa, que tem duração de 10 meses e formará auxiliares de Linha de Produção. A primeira turma será composta por 12 pessoas.

“Este não é apenas mais um curso. Queremos oferecer uma oportunidade para essas pessoas terem acesso ao mercado de trabalho de forma igualitária. Eles serão realmente capacitados para assumir funções na empresa”, afirma o gerente de RH da Comil, Adriana Menegatti.

Os alunos foram selecionados através de um curso ministrado pelos profissionais da empresa no projeto “Trabalhar é um direito de todos: inclusão da pessoa com deficiência intelectual no mercado de trabalho!, realizado em parceria com o Mesa Brasil, nas entidades APAE e Albano Frey. O público alvo são jovens acima de 18 anos com deficiência intelectual.

As aulas ocorrem na sede da empresa em Erechim (RS), onde a Comil montou o Centro de Educação Profissional Comil em março de 2011. O centro tem como objetivo a formação profissional de jovens aprendizes e a capacitação técnica dos funcionários. O espaço possui salas de aula, laboratórios e equipamentos necessários para o desenvolvimento das atividades práticas.

Comil é reconhecida como formadora de mão-de-obra na região de Erechim

A Comil é tradicionalmente reconhecida como formadora de mão-de-obra na região de Erechim. A empresa mantém parceria com o Senai desde a sua fundação. Nesse período, ofereceu na capacitação gratuita a centenas de profissionais através do curso de Montadores de Veículos Automotivos. A cada dois anos, a empresa abre suas portas para uma nova turma de jovens que almejam ingressar no mercado de trabalho.

Rodrigo Morona usou o aprendizado no curso para iniciar uma carreira promissora na Comil. Hoje com 30 anos, acaba de assumir o cargo de supervisor do setor Ar Condicionado. “Sempre temos que almejar mais. Meu objetivo é chegar ao cargo de gerência. Para isso não podemos estagnar, é preciso estar sempre estudando”, diz Morona, que fez o curso de Mecânica no Senai aos 16 anos e foi contratado inicialmente como montador. Além de abrir as portas da Comil, o curso também o incentivou a continuar estudando. Depois de se formar em Administração, Morona agora cursa pós-graduação em Engenharia de Produção.

Em 2012, cerca de 60% dos alunos que concluíram o curso foram efetivados pela própria empresa. “Ao mesmo tempo em que nós damos uma oportunidade para os jovens que querem seguir carreira nesse setor, estamos capacitando pessoas qualificadas para a Comil e oferecendo o primeiro emprego para muitos deles. A nossa intenção é contratar sempre todos os alunos, assim que completam 18 anos”, afirma a gerente de RH, Adriana Menegatti.

O curso é aberto para toda a comunidade, mas a maioria dos alunos é filho ou parente de funcionários da própria empresa. Lenise Todescato Cavalet, que completou 18 anos em novembro, foi efetivada como funcionária do setor de Preparação de Chassi assim que finalizou o curso. Ela se espelhou no pai e no irmão, funcionários da Comil, para ingressar no curso. “Eu não tinha noção nenhuma sobre o assunto. O curso me deu essa preparação, foi muito interessante. É uma ótima oportunidade para jovens que não tem condições de pagar por um curso como este”, disse.

Com duração de dois anos, o curso oferece bolsa-auxílio, transporte e plano de saúde aos alunos. O principal diferencial da escola Senai/Comil é proporcionar ao aluno uma visão mais próxima da realidade da indústria, colocando-os em contato com os processos de fabricação do ônibus e suas tecnologias.

Moglia Comunicação

About these ads
Esse post foi publicado em Notícia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Comil inicia primeira turma de Aprendizagem Industrial para pessoas com deficiência

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite

    Parabéns Comil !

    São ações como esta que nos faz acreditar que tem muita gente do bem
    no Brasil.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s