Greve de ônibus em Fortaleza: grevistas causam tumulto bloqueando ruas

Greve de ônibus em Fortaleza

Greve de ônibus em Fortaleza entra no segundo dia e prejudica mais uma vez um milhão de pessoas que enfrentam falta de transportes, congestionamentos, preços abusivos de mototaxistas e manifestações com ônibus bloqueando vias importantes. TRT marcou dissídio coletivo para a próxima quinta-feira. Até lá, empresas e sindicalistas devem chegar a um acordo para que a greve não se prolongue e as duas partes não saiam economicamente prejudicadas. Foto: David Varelo.


Greve de ônibus em Fortaleza: tumulto e preços abusivos
Mais ônibus tiveram pneus esvaziados e serviços de mototáxi tem cobrado passagens com o valor bem acima do normal

ADAMO BAZANI – CBN

Pelo segundo dia consecutivo, cerca de um milhão de passageiros que dependem dos transportes coletivos em Fortaleza enfrentam dificuldades por causa da greve dos motoristas e cobradores de ônibus.
O tribunal Regional do Trabalho do Ceará determinou que 70% da frota circulem nos horários de pico e 50% nas demais horas.
De acordo com balanço da Etufor – Empresa de Transportes Urbanos de Fortaleza, que gerencia o sistema, entre as 5 horas e às 6 horas da manhã desta quinta-feira, 70,5% dos ônibus programados para a faixa horária prestaram serviços. Entre às 6 horas até o momento, a quantidade de ônibus variou de 62% a 66% aproximadamente.
Mesmo com o cumprimento parcial da determinação da Justiça, a situação tem sido crítica para os cidadãos que dependem ou não dos transportes coletivos.
Provando que muita gente sim deixa o carro em casa para se locomover de transportes púbicos, hoje na falta de ônibus, quem usa os transportes coletivos foi ao trabalho e para outros compromissos de veículo próprio, o que congestionou diversas vias de Fortaleza, principalmente na direção do centro da cidade.
Se não bastasse o número maior de veículos, grevistas liderados pelo Sinto – CE, Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará, fecharam importantes cruzamentos com os ônibus.
Foi o que ocorreu no cruzamento da Avenida da Universidade com a Avenida Domingos Olímpio dando acesso para a Avenida Tristão Gonçalves.
Houve bloqueios de ônibus na Avenida Carapinima, onde os ônibus tiveram pneus esvaziados perto do Shopping Benfica.
Os grevistas também esvaziaram pneus de ônibus na Avenida Antônio Bezerra, sentido Centro, perto do Mercado São Sebastião.
Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania – AMC tentaram orientar os motoristas.

MOTOTAXISTAS:

Quem não tem outra opção a não ser os transportes públicos e precisa chegar logo aos compromissos opta por outros meios de deslocamento, como os mototaxis.
Mas a população tem reclamado dos preços abusivos cobrados por alguns profissionais.
Corridas que normalmente custam R$ 2,00 são feitas por R$ 15,00.
Diferentemente dos táxis e ônibus, as mototáxis não têm tarifas ou bandeiradas tabeladas.
Mesmo assim, de acordo com a Etufor, o passageiro deve negar o pagamento de preços abusivos.
A Cooperativa dos Mototaxistas de Fortaleza – Coopermototaxi disse que em caso de cobrança acima de 20% dos preços habituais de cada trecho, o mototaxista é suspenso por três dias do ponto de trabalho.
No total, de acordo com a Etufor, são 2717 mototaxistas cadastrados, embora muitos serviços são clandestinos.

REIVINDICAÇÕES:

Depois de reunião na Justiça Trabalhista, o Sindionibus – Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Ceará, concordou em reajustar os salários acima da inflação de 2011. O IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo do ano passado foi de 6,5% e as empresas concordaram em pagar reajuste de 8,5%. Mas os sindicalistas pedem aos trabalhadores 15% de aumento.
As empresas oferecerem aumento no vale-refeição de R$ 7,00 para R$ 8,00 a folha, já os grevistas pedem R$ 12,00 por tíquete.
As companhias ofereceram reajuste na cesta básica de R$ 60,00 para R$ 70,00 e os manifestantes querem R$ 80,00.
Os trabalhadores querem o fim da dupla função nos micro-ônibus que consiste em o motorista dirigir e cobrar ao mesmo tempo.
O Sindionibus disse que agora desfez todas as propostas e como o sindicato dos trabalhadores decidiu pela greve mesmo com a apresentação dos novos índices (antes as empresas ofereciam 4,88% de aumento salarial), quem vai decidir os valores será a Justiça do Trabalho.
Em 2011, numa greve de motoristas e cobradores de ônibus do ABC Paulista ocorreu o mesmo. As empresas ofereceram um percentual que estava sendo discutido pelo sindicato, quando uma ala dos sindicalistas decretou greve. O caso foi parar na Justiça que decidiu por um valor menor que o oferecido pelas empresas, sem reajuste inclusive nos benefícios.
E o dissídio por parte da justiça no caso de Fortaleza já está marcado.
O Tribunal Regional do Trabalho – TRT do Ceará agendou para as 10 horas da manhã da próxima quinta-feira, dia 28 de junho, uma audiência de dissídio coletivo.
Sindionibus (empresas de ônibus) e Sintro –CE devem tentar um acordo até esta data para não prolongar a greve e prejudicar a população e evitar uma decisão que possa contrariar economicamente as duas partes.

INCÊNDIO PODE TER OUTROS MOTIVOS:

Na tarde de ontem, um ônibus da ViaUrbana foi incendiado no bairro Edson Queiroz, na periferia de Fortaleza.
O crime aconteceu enquanto o veículo estava parado no ponto final e o motorista fazia um lanche.
A polícia inicialmente não descartou a ligação do incêndio com o movimento grevista, mas disse que a motivação pode ser outra, como um protesto de moradores por causa do atropelamento de um menino de um ano de idade que ocorreu no último domingo.
O motorista do ônibus disse que um grupo que estava em três carros se aproximou do ônibus e ateou fogo.
Já a via urbana afirmou que o incêndio foi provocado por dois homens que se aproximaram numa moto preta. A mesma foto teria sido flagrada em outro incêndio a ônibus no domingo passado.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

About these ads
Esse post foi publicado em Notícia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Greve de ônibus em Fortaleza: grevistas causam tumulto bloqueando ruas

  1. Pingback: Por sim, se acabou. | Pedra, Papel e Tesoura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s