Greve de ônibus e passagem mais cara: Mais um dia para quem depende de transportes pelo Brasil

LEIA INFORMAÇÕES SOBRE A GREVE DE MOTORISTAS E COBRADORES DE ÔNIUBUS POR 24 HORAS EM RECIFE NESTA QUARTA-FEIRA DIA 27 DE JUNHO NA PÁGINA PRINCIPAL. BASTA IR ATÉ O TOPO DA TELA E CLICAR SOBRE O NOME BLOG PONTO DE ÔNIBUS ACIMA DA FOTO DE ABERTURA

onibus

Greve de ônibus Campinas maio de 2012, greve ônibus Campinas, Greve de ônibus em Campinas, greve de motoristas e cobradores de ônibus em Campinas, paralisação de motoristas e cobradores de ônibus em Campinas, greve ônibus Viação Boa Vista, greve viação Boa Vista, Hortolândia, Monte-mor, Sumaré, Americana, Campinas, Santa Bárbara D’Oeste, greve de ônibus, greve de motoristas e cobradores de ônibus, paralisação de serviços de ônibus, greve de ônibus em Itabuna, greve de motoristas e cobradores de ônibus, greve de ônibus na Bahia, aumento das passagens de ônibus em Salvador, Setps – Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador, aumento das passagens de ônibus, aumento da passagem de ônibus em Salvador, greve de motoristas e cobradores de ônibus em Ribeirão Preto, greve em Ribeirão Preto, greve de ônibus em Ribeirão Preto, Sindicato dos Empregados do Transporte Coletivo Urbano de Ribeirão Preto – Seeturp, Belo Horizonte, Natal, Maceió, João Pessoa, Recife, CBTU – Companhia Brasileira de Trens Urbanos , Adamo Bazani, Blog Ponto de ônibus, ônibus, transportes, coletivos, bus

Greve de ônibus em Campinas e região metropolitana entra no segundo dia
Já é a terceira vez no mês que os motoristas entram em greve

ADAMO BAZANI – CBN

Mais uma vez quem depende de transportes intermunicipais em Campinas e região enfrenta greve de ônibus.
De acordo com a EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, que gerencia os serviços intermunicipais, são cerca de 60 mil passageiros prejudicados no segundo dia de paralisação dos motoristas e cobradores da Viação Boa Vista.
Os ônibus ligam Campinas às cidades de Hortolândia e Montemor.
São 159 ônibus que percorrem 29 linhas.
Para amenizar a situação, a EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos deslocou cerca de 50 micro-ônibus e vans da ORCA (Operador Regional Coletivo Autônomo). Mas os veículos são de pequeno porte e não conseguem dar conta da demanda. Estes veículos são realocados da cidade de Sumaré.
Os sindicalistas dizem que não são responsáveis pela paralisação. Nesta quinta-feira, dia 31 de maio, há uma previsão de greve maior, atingindo também os municípios de Montemor, Santa Bárbara d’Oeste, Hortolândia, Sumaré, Nova Odessa e Americana.
É a terceira greve de ônibus em Campinas e região Metropolitana.
A situação mais grave enfrentada pelos passageiros foi no Terminal Prefeito Magalhães Teixeira, onde houve grandes filas.
Na sexta-feira passada, os motoristas em reunião com os empresários pediam reajuste de 14,8% e as companhias de ônibus ofereceram 5,2% de aumento.

GREVE DE ÔNIBUS EM ITABUNA, NA BAHIA:

Motoristas e cobradores de ônibus em Itabuna, na Bahia, também cruzaram os braços.
A greve é comandada pelo Sindirod, sindicato dos rodoviários, a categoria quer aumento salarial de 16,5% e os empresários oferecem 6%.
A categoria ainda pede 10% de aumento no valor das horas extras, vale-refeição e passe livre nos ônibus intermunicipais.

AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS EM SALVADOR:

Em Salvador, os ônibus voltaram a operar neste sábado depois de greve de motoristas e cobradores.
A categoria recebeu 7,5% de aumento salarial e 4,09% de reajuste no vale refeição.
Nesta segunda-feira, o Setps – Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador pediu à prefeitura que reajuste as tarifas de ônibus dos atuais R$ 2,50 para R$ 3,10.
As empresas dizem que o atual valor da tarifa deveria ser de R$ 2,96, tentatgiva de aumento que já foi negada há meses. Com o aumento nos salários depois da greve, elas calculam que os custos seriam cobertos caso a tarifa fosse de R$ 3,10.
Ainda de acordo com os empresários, a mão de obra passa a custar para as empresas de ônibus R$ 5,9 milhões por mês. Depois do aumento de salários e da concessão de benefícios, este valor representa 49,7% dos custos totais das empresas ante 46,7%
No total, são cerca de 18 mil trabalhadores em transportes rodoviários urbanos.
Para evitar elevação maior nas tarifas, os empresários sugerem subsídios públicos para que o passageiro não pague sozinho pelos aumentos de salários.
A Secretaria Municipal de Transportes e Infra-Estrutura – Setin diz que ainda é muito cedo para se manifestar sobre o pedido dos empresários.

GREVE DE ÔNIBUS EM RIBEIRÃO PRETO:

A greve de motoristas e cobradores de ônibus em Ribeirão Preto, no Interior de São Paulo, entra no segundo dia consecutivo, porém o movimento dos grevistas perdeu força.
Pelo menos 40% dos 340 ônibus que ficaram parados ontem voltaram a circular na manhã desta terça-feira.
Mesmo assim, o percentual é menor que os 70% determinados pelo Tribunal Regional do Trabalho nos horários de pico e 50% da frota nas demais horas.
O Sindicato dos Empregados do Transporte Coletivo Urbano de Ribeirão Preto – Seeturp disse que os motoristas e cobradores voltaram ao trabalho por pressão das empresas de ônibus.
Os cerca de 640 motoristas e cobradores pedem reajuste salarial de 15%, aumento no vale refeição de R$ 400 para R$ 500 e reajuste de R$ 251 para R$ 350 na Participação nos Lucros e Resultados para motoristas que acumulam dupla função, que é dirigir e cobrar. O que para as empresas é vantagem, já que em vez de pagarem cerca de R$ 800 de salário de cobrador dão de R$ 200 a R$ 350 para um motorista fazer a função do colega.
As companhias de ônibus ofereceram reajuste de 5% nos salários e depois aumentaram a proposta para 6,3%. A Transurb, que reúne as empresas de ônibus, disse que agora quem vai julgar o caso é o Tribunal Regional do Trabalho, e que por enquanto estão suspensas as negociações.

DUAS SEMANAS SEM METRÔ E TRENS:

Hoje completam duas semanas exatas que milhões de pessoas que precisam de transportes em Belo Horizonte, Natal, Maceió, João Pessoa e Recife estão sem os serviços da CBTU – Companhia Brasileira de Trens Urbanos por causa da greve dos ferroviários.
A decisão sobre a greve deve ser feita pela Justiça Trabalhista. Representantes dos sindicatos de cada capital estão em Brasília para uma reunião com a CBTU.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

About these ads
Esse post foi publicado em Notícia e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Greve de ônibus e passagem mais cara: Mais um dia para quem depende de transportes pelo Brasil

  1. Olá Adamo. Tudo bem?
    Você sabe dizer se a nova lei 12.619 que regulamenta a profissão de motoristas profissionais também é válida para motoristas de ônibus, tanto urbano quando rodoviário?
    Abs,
    Leandro Tavares.

    • Sim, a lei é válida para motoristas profissionais dos mais diferentes ramos, inclusive de ônibus urbanos. Há uma matéria sobre isso aqui no Blog, amigo.

      Soma-se a esta lei, todo benefício extra obtido por convenção trabalhista local.

  2. thiago disse:

    Minha foto!
    rsrsrsrsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s