GREVE DE ÔNIBUS EM RIBEIRÃO PRETO PODE SER DECIDIDA NA QUARTA-FEIRA

GREVE DE ÔNIBUS EM RIBEIRÃO PRETO

Ônibus em Ribeirão Preto foram parados nas principais vias da cidade em manifestação de motoristas e cobradores. Eles devem realizar nova assembléia na quarta-feira para decidirem se entram ou não em greve. Categoria reivindica 66% de aumento nos salários, índice considerado astronômico pelo próprio sindicato que anunciou, no entanto, que se não houver acordo a situação do passageiro em Ribeirão Preto pode ser pior que a vivida na sexta-feira. Foto: EPTV – Ribeirão Preto.

Greve de ônibus em Ribeirão Preto deve ser decidida na quarta-feira
Categoria pede 66% de aumento. Sindicato admite que índice é astronômico mas promete situação pior do que a vivida pela cidade na sexta-feira

ADAMO BAZANI – CBN

A situação dos transportes em Ribeirão Preto, no Interior de São Paulo, poderá ser pior ainda se não houver um acordo de reajuste salarial entre empresas de ônibus e motoristas e cobradores.
A ameaça é do vice-diretor do Sindicato dos Empregados das Empresas de Transporte Urbano de Ribeirão Preto, Seturp, Alcides Lopes de Sousa Filho.
A categoria pede 66% de aumento nos vencimentos. O próprio sindicato acha o número astronômico, já que nem somando as perdas inflacionárias dos últimos anos, nenhum índice chegaria a isso.
A entidade quer conseguir um aumento para a categoria em torno de 10%.
Alcides Lopes de Sousa Filho disse à EPTV, emissora local filiada à Rede Globo, que na sexta-feira, quando os ônibus pararam a situação foi ruim, com pessoas sendo pegas de surpresa, ônibus parados na faixa da direita das principais ruas e avenidas e a população sem direito ao transporte. Mas não havendo um acordo, o cenário pode piorar.
“Eu acho que acima de 10% seria um número razoável. Mas essa é minha opinião, não da categoria. Essa próxima assembleia será um ponto final. Se não for aceito, haverá uma greve. O que fizemos foi apenas uma paralisação, a greve será bem pior”,

ASSEMBLÉIA:

Na quarta-feira, às 9n30, os motoristas e cobradores realizam uma assembleia para decidirem se entram ou não em greve dependendo das propostas dos empresários a serem oferecidas até esta data.
Até o momento, os donos de empresas de ônibus dizem que podem aumentar os salários em 8%, aliás, o mesmo índice de reajuste usado, por exemplo na cidade de São Paulo, e oferecido pelos empresários no ABC Paulista, onde houve greve e, depois do descumprimento de várias determinações judiciais durante o movimento, a Justiça determinou um reajuste menor que o oferecido pelos empresários: 7,8%, sem os mesmos valores das PRLs Participações nos Lucros e Resultados.
O sindicato promete que até quarta-feira pela manhã não haverá mais protestos e paralisação nos transportes públicos.
A categoria quer maior intervenção da Transerp, empresa de Trânsito e Transporte Público de Ribeirão Preto, nas negociações.
O sistema de Ribeirão Preto é operado pelas empresas Transcorp, Turb e Rápido D´Oeste.
No total são 314 ônibus que prestam serviços ma cidade. Atualmente, o salário de um motorista de ônibus em Ribeirão Preto é de R$ 1.202,39.
A Transurb (Associação das Empresas de Transportes Urbanos Coletivos de Ribeirão Preto) declarou que pretende continuar com as negociações.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

About these ads
Esse post foi publicado em De tudo um pouco, Notícia, Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para GREVE DE ÔNIBUS EM RIBEIRÃO PRETO PODE SER DECIDIDA NA QUARTA-FEIRA

  1. Gustavo Cunha disse:

    Boa tarde à todos, novamente !

    R$ 1.200,00 +/- para quem tem a responsabilidade de conduzir algumas dezenas de vidas.

    ???

    • Murilo Tadeu Hilario disse:

      Os motoristas estao mais que certos fazendo greve. Porque alem de eles correrem o risco de conduzir pessoas de varios portes fisicos e tambem idosos, e crianças de colo, é uma uma imensa responsabilidade. Concordo que os salarios deles nao pagam essa responsabilidade e nem os desaforos que levam para casa todos os dias. E ainda sendo motorista e cobrador ao mesmo tempo?
      tem que pedir aumento mesmo,,nao o tanto que estao pedindo , e sim muito mais. vai para o bolso da presidente mesmo!

      • Darci Stopato da Fonseca disse:

        Estou de acordo com o Murilo. Além de todas as responsabilidades citadas, este salário não cobre os gastos de uma única pessoa, e, os “motoristas/cobradores/cuidadores” que são, em sua maioria possuem família. A população está cansada de ver políticos aumentando seus próprios salários absurdamente, e, cruzando os braços quando uma classe trabalhadora reinvindica um pouco mais de dignidade.
        Quem presta serviços públicos não pode ficar rico por isto, estes serviços são de obrigação governamental, o direito constitucional de ir e vir, e, portanto, não deveria enriquecer nenhum empresário; e seus servidores deveriam ser tratados com o respeito que merecem os cidadãos de bem, para, então, conseguirem tratar a sofrida população com a dignidade que merecem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s