ANTT libera só ônibus estrangeiros na Copa. Vans estão proibidas

ônibus

Ônibus rodoviário argentino. ANTT divulga regras de transportes internacionais durante a Copa. Só ônibus serão permitidos. Vans estão proibidas a não ser na tríplice fronteira. FOTO ILUSTRATIVA!!!

ANTT só libera ônibus fretados estrangeiros para a Copa
Vans estão proibidas, a não ser na tríplice fronteira
ADAMO BAZANI – CBN
A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres divulgou nesta quinta-feira, dia 24 de abril de 2014, as regras para o transporte internacional de passageiros no Brasil durante a Copa do Mundo de 2014.
Uma das regras é a em relação ao serviço de fretamento. Estão autorizados apenas ônibus. Veículos como vans com origem nos países vizinhos, tendo como destino o Brasil, estão proibidos de realizar os transportes durante a Copa.
As vans só estão permitidas de circular na região da tríplice fronteira ou para transporte particular.
De acordo com a ANTT, mesmo nestes casos, algumas regras devem ser respeitadas, como a apresentação de uma “autorização do proprietário para uso de terceiros, documentos que comprovem a propriedade do veículo ou contrato de locação”.
Os ônibus não podem ter vidros escurecidos na região do motorista e haverá tolerância zero para motoristas alcoolizados, segundo a agência.
A habilitação estrangeira será aceita no Brasil, desde que esteja no prazo de validade e especifique a categoria do motorista.
Para facilitar o trabalho de fiscalização nas fronteiras, o Brasil exigiu informações sobre as regras dos serviços de fretamento dos países vizinhos.
Há um modelo de formulário para envio de informações que deve conter dados como: nome da empresa de ônibus estrangeira, placa do veículo, local de origem, data de saída, por qual fronteira o ônibus deve passar, destino, data de retorno, roteiro (por onde o ônibus vai passar e quais as paradas), quantidade e identificação dos passageiros.
As regras foram estabelecidas depois de um encontro multilateral, que ocorreu em 20 de março em Foz do Iguaçu (Paraná) que reuniu as delegações da Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai.
A ANTT deve permitir viagens extras dos ônibus de linhas regulares internacionais dependendo da demanda de passageiros.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Empresas de ônibus de São Paulo lançam campanha contra incêndios e ataques

ônibus

Cada ônibus destruído pode custar R$ 1 milhão

Empresas de ônibus de São Paulo lançam campanha contra incêndios a coletivos. Só nestes quatro primeiros meses de 2014 foram queimados mais ônibus que no ano passado inteiro. As empresas querem que os ataques sejam considerados pela polícia crimes mais graves, como colocar vidas em risco.

O sindicato das empresas de ônibus de São Paulo, SPUrbanuss, lançou nesta quinta-feira uma campanha para tentar coibir os ataques a veículos de transportes coletivo.

A campanha tem o lema é “Ônibus queimado não leva a lugar nenhum” tem o apoio do Ministério Público, da Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado e da Secretaria Municipal de Transportes da Prefeitura de São Paulo.
Mensagens serão veiculadas na mídia, nos ônibus e em relógios de rua.

O presidente da SPUrbanuss, Francisco Christovam, diz que um dos objetivos da campanha é estimular as denúncias por parte da população
SONORA
A campanha também tem o apoio das cooperativas de transporte.
As empresas de ônibus querem também que os incêndios a ônibus sejam tipificados como crimes mais graves, como colocar vidas em risco.
De são Paulo, Adamo Bazani.​
CONFIRA NOTA COMPLETA DO SPURBANUSS:

SPUrbanuss lança campanha “Ônibus queimado não leva a lugar nenhum”

Objetivo é promover a conscientização da população e reforçar a importância das denúncias contra a depredação e incêndio de ônibus

As constantes manifestações e protestos na capital paulista levaram o SPUrbanuss (Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo) a desenvolver a campanha “Ônibus queimado não leva a lugar nenhum”, com o objetivo de promover a conscientização e orientar a sociedade para que denuncie qualquer ato criminoso e de vandalismo contra o transporte público. A campanha será divulgada entre hoje, 24 de abril e 30 de maio, em toda região metropolitana de São Paulo.

Desenvolvida em parceria com o CMT (Consórcio Metropolitano de Transportes) e a Fecootransp (Federação das Cooperativas de Transporte do Estado de São Paulo), a ação também conta com o apoio do Ministério Público, da Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado e da Secretaria Municipal de Transportes da Prefeitura de São Paulo.

Com plano de mídia abrangente, a ação “Ônibus queimado não leva a lugar nenhum” foi criada pela agência Rae,MP. Inclui peças publicitárias, inserções de filme de 30 segundos na mídia televisiva em horário nobre, spots de mesma duração nas principais emissoras de rádio da Capital e, na mídia impressa, serão efetuados anúncios em jornais especializados. Também haverá divulgação nos relógios de rua da Cidade e inserção em Bus Mídia TV.

“O grande desafio é propagar a reflexão de que a população é a principal prejudicada com a depredação dos ônibus. Precisamos da ajuda de todos para combater as ações criminosas. As denúncias serão essenciais para minimizar os impactos causados no transporte público, e para que os responsáveis por tais atos sejam devidamente punidos”, afirma Francisco Christovam, presidente do SPUrbanuss.

A cidade de São Paulo tem uma população de mais de 11 milhões de habitantes. Se somados a esse número seus 38 municípios vizinhos, chega a quase 17 milhões. As concessionárias transportam cerca de seis milhões de passageiros por dia na Capital, demandando uma quantidade de ônibus considerável.

De acordo com balanço divulgado pela SPTrans, aumentou para 65 a quantidade de ônibus municipais queimados em São Paulo, em 2014. Segundo levantamento realizado pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), 17 ônibus intermunicipais foram incendiados na Grande São Paulo, sendo quatro ataques registrados no município de Guarulhos.

O teor dos manifestos não está diretamente ligado a reivindicações por transporte público de qualidade, aumento da tarifa, itinerários ou atrasos. Segundo Christovam, os ônibus são incendiados para chamar a atenção das autoridades por motivos distintos, nenhum deles relacionado com o transporte coletivo. “Nosso maior objetivo é alertar que essas atitudes só prejudicam os usuários. O SPUrbanuss está do lado do povo e solicita a colaboração de todos em prol da preservação de um patrimônio que é de uso público.”

Toda a população da Capital, usuária ou não do transporte coletivo, pode colaborar com a campanha, utilizando o Dique Denúncia 181. O serviço pertencente à polícia, funciona 24 horas e não exige identificação. As informações serão devidamente registradas e encaminhadas ao órgão responsável pela investigação.

SPUrbanuss
O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que representa as empresas concessionárias responsáveis pelos serviços de transporte de passageiros por ônibus do município de São Paulo. A entidade nasceu em 23 de março de 1961, denominada Associação Paulista de Empresas de Ônibus Urbanos. Entre as suas missões, está a defesa por políticas públicas de priorização do transporte coletivo sobre o individual, além de apoiar e colaborar para o desenvolvimento do setor. Atualmente, conta com 14 empresas associadas, divididas em oito consórcios operacionais.

CMT (Consórcio Metropolitano de Transportes)
O Consórcio Metropolitano de Transportes é formado por 45 empresas de ônibus que operam nos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo. Esta grande operação envolve cerca de 4.900 ônibus intermunicipais em circulação diária na Região Metropolitana, transportando mais de 560 milhões de passageiros transportados anualmente nas 600 linhas e serviços autorizados.

Fecootransp (Federação das Cooperativas de Transporte do Estado de São Paulo)
A Fecootransp representa 43% de todo o transporte público da Capital. Atualmente, possui na cidade de São Paulo mais de seis mil veículos em circulação, transportando cerca de quatro milhões de pessoas por dia. A entidade conta com aproximadamente 30 mil cooperados diretos, sendo responsável por gerar inúmeros empregos indiretos, por meio da quantidade de serviços que demanda.

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , | 4 Comentários

Empresas de ônibus deixam de ser “ilhas” e compartilham boas práticas

ônibus

Ônibus da HP Transportes Coletivos de Goiânia, uma das empresas participantes do Seminário Nacional do Prêmio ANTP de Qualidade “Os melhores Gestores – As melhores Empresas”. Companhias de ônibus aos poucos têm adotado uma cultura de troca de experiências sobre boas práticas, o que tem trazido benefício às empresas, aos gestores públicos e aos passageiros.

Empresas de ônibus deixam de ser “ilhas” e trocam experiências sobre boa práticas
Premiações, Seminários e Visitas Técnicas têm sido cada vez mais comuns no setor de transportes de passageiros. Todos acabam ganhando com isso
ADAMO BAZANI – CBN
O tempo em que as empresas de transportes coletivos se isolavam e tomavam ações individuais sem trocar experiências com companhias do mesmo ramo parece estar com os dias contados, apesar das mudanças ainda se darem num ritmo mais lento que o necessário.
A sociedade evoluiu e por causa disso, a comunicação se tornou ainda mais importante.
É certo que sempre houve uma ou outra troca de informações entre as prestadoras de serviços de transportes, mas isso ocorria de uma forma bem arcaica e de maneira muito regionalizada.
Às vezes, a solução que uma empresa adota no Centro-Oeste do Brasil pode ser importante para uma empresa que atua no Sul do País.
Claro que ainda cada empresa tem sua estratégia própria, o que é normal. Há também grupos empresarias que se isolam, numa prática nada moderna. Ou estes empresários não têm muito a oferecer para o setor, não estão acompanhando as mudanças ou têm muito a esconder em vez de compartilhar.
Mas o quadro tem mudado aos poucos.
Cada vez mais são comuns palestras, seminários, premiações e visitas técnicas que aproximam diferentes empresas, além de também permitirem um contato entre transportadoras e fabricantes ou até mesmo instituições de ensino.
E todos ganham com esta troca de experiências: as próprias empresas de ônibus, os passageiros que podem contar com um serviço melhor, o poder público que tem a chance de lidar com viações que possuem um pensamento moderno e até a indústria de veículos de transportes coletivos.
Um exemplo dessa interação é o Seminário Nacional do Prêmio ANTP de Qualidade “Os melhores Gestores – As melhores Empresas”, da Associação Nacional das Empresas de Transportes Públicos, realizado neste mês de abril, no Rio de Janeiro.
O evento reuniu as empresa de transporte coletivo e órgãos de gestão de trânsito que conquistaram o Prêmio de Qualidade da associação e teve o objetivo de disseminar boas práticas no setor de transportes, além de permitir que as empresas pudessem trocar experiências positivas.
A Leblon Transporte de Passageiros, por exemplo, apresentou o tema Liderança e a Viação Nobel, do mesmo grupo, falou sobre suas ações nas áreas de Meio Ambiente e Sociedade.
Quem esteve representando a Leblon e a Nobel foi o consultor de empresas, Anderson Oberdan. Ele contou à nossa reportagem sobre como estas práticas influenciam o dia a dia dos passageiros, funcionários e da comunidade onde as empresas prestam serviços.
1) Qual a importância do tema Liderança no setor de transportes e isso beneficia em que os passageiros?
Re: Falar sobre liderança foi um grande desafio, pois este assunto está diretamente ligado à forma com que a Leblon define sua estrutura de tomada de decisões atendendo suas regras administrativas, e como estas decisões impactam na no dia-a-dia não apenas dos passageiros como também dos funcionários, da sociedade e de todas as demais partes interessadas. Sendo assim o foco da apresentação foi a governança corporativa da Leblon. Ou seja, foram apresentados os principais fundamentos que a Leblon estabeleceu e que devem ser levados em conta pelas pessoas com papel de liderança e de que forma estes fundamentos são colocados em prática dentro da empresa. O foco foi demonstrar que na organização desde os diretores até os lideres de áreas, agem de forma padronizada, visando manter não apenas o padrão de excelência, mas sim a busca contínua por melhorias na qualidade dos serviços que a empresa oferece aos passageiros e a sociedade.
2) E sobre o tema Meio Ambiente e Sociedade? Quais as práticas adotadas pela Viação Nobel e seus benefícios para a população?
Re: Neste caso a apresentação foi mais descontraída, utilizei inclusive uma analogia com o Empréstimo de um lápis. Ou seja, tudo aquilo que o meio ambiente e a sociedade “emprestam” para que a Viação Nobel possa prestar os seus serviços, e de que forma a empresa “devolve” estes recursos ao meio ambiente e a sociedade. Por exemplo. A água que é utilizada para a limpeza dos veículos, até alguns anos vinha exclusivamente de um poço artesiano, ou seja, uma água pura, límpida, passível inclusive de ser consumida. E depois de fazer uso desta água a Viação Nobel devolve para a natureza em forma de efluente. Porém que atividades a Viação Nobel executa para que este efluente seja devolvido ao meio ambiente o mais próximo possível da forma como foi extraído (emprestado)? Assim como quais ações visam reduzir o desperdício ou permitem reaproveitar este recurso natural. Cito aqui o exemplo da água, pois atualmente passamos por um grave problema de escassez deste recurso, o qual impacta não somente nos passageiros como em toda sociedade, então cabe principalmente às grandes organizações cumprirem muito bem o seu papel. Foi apresentado também o “empréstimo” que a sociedade faz de indivíduos e quais ações a Viação Nobel toma na vida destes indivíduos para devolvê-los à sociedade como pessoas capacitadas e comprometidas não apenas com a prestação de serviço de transporte coletivo, mas também com temas sociais em geral.
3) Além de transportar pessoas, o que as empresas de ônibus podem fazer para que haja uma condição melhor de uma maneira geral na região onde atua?
Re: Acredito que de nada adianta uma empresa de transporte coletivo tomar ações que vão além da sua razão de existir, ou seja, transportar pessoas, enquanto este princípio básico de sua existência não for cumprido com um mínimo de qualidade. Não estou falando aqui sobre alcançar graus de excelência, mas sim de cumprir o básico, atender a legislação de trânsito, atender o código de defesa do consumidor, o qual também se aplica a nossa atividade, atender a legislação trabalhista e ambiental. Se pelo menos estes critérios forem cumpridos à risca, posso garantir que não apenas a qualidade do transporte prestado será melhor, como também haverá melhorias no trânsito, nas condições de trabalho na forma como a empresa se relaciona com a sociedade, o que resulta em benefícios para todos. Porém, se além de atender o básico (que é a legislação) a empresa puder ir além, aderindo e implantando um sistema de gestão com foco em Excelência (como da ANTP ou as ISO’s) as chances de trazer ainda benefícios à sociedade, principalmente da região de atuação é maior ainda.
4) Eventos como este são importantes para a troca de experiências entre as empresas de ônibus. Hoje, o setor está mais unido em relação a isso? Empresas de diferentes regiões do País têm se comunicado para que tenham acesso a boas práticas e adaptem estes exemplos às realidades dos locais onde atuam?
Re: Em minha opinião, durante muito tempo “esconder o jogo” foi uma das principais estratégias adotadas pelas empresas para que pudessem garantir uma sensação de “segurança” no mercado de atuação, principalmente se esta empresa adotava práticas inovadoras. Porém tenho percebido que nos últimos anos isto vem mudando. Talvez ainda não no ritmo que se espera, porém a tendência é que esta abertura de boas práticas vá se acelerando a ponto de tornar-se uma atividade comum entre todas as organizações. Sem dúvida que as empresas de transporte coletivo gaúchas ainda estão bem na frente quanto o assunto é troca de experiências, principalmente troca de resultados (indicadores), afinal o Comitê Setorial de Transportes do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP) há anos possui uma sistemática de troca de informações que permite às empresas acompanharem seu desempenho em relação às demais empresas do mesmo segmento. A Leblon Transporte e a Viação Nobel (que fazem parte do Grupo Leblon) foram as primeiras empresas de fora do Rio Grande do Sul a aderirem a esta prática de troca de informações com o Comitê de Transporte do PGQP já há vários anos. Porém percebo ainda que no Paraná e em São Paulo (regiões que mantenho contatos) esta prática ainda não é sistematizada, mas já vem apresentado melhoras. Sendo assim acredito que oportunidades como o Workshop promovido pela ANTP para a troca de experiências são muito importantes (para não dizer essenciais) nesta busca por progresso em nosso setor. Fiquei satisfeito em saber que empresas já entraram em contato com o Grupo Leblon após o Workshop para agendar visitas de benchmarking, pois isto demonstra que a visão do grupo, de servir como referencia às demais organizações está sendo atingida.
Participaram também do congresso de Boas Práticas as seguintes empresas com os temas.
Leblon Transporte de Passageiros Ltda – Fazenda Rio Grande/Paraná: Liderança
Companhia de Transportes Urbanos Grande Vitória – Cetrub – Espírito Santo: Estratégias e Planos
Viação Nossa Senhora de Lourdes S.A. – Rio de Janeiro/RJ – Foco nos Clientes
Viação Nobel Ltda – Fazenda Rio Grande/PR – Foco na Sociedade
Viação Nossa Senhora das Graças – Rio de Janeiro/RJ – Informações e Conhecimento
Mobibrasil Transporte São Paulo Ltda – São Paulo/SP – Gestão de Pessoas
H.P. Transportes Coletivos Ltda – Goiânia/GO – Gestão de Processos
Também debateram sobre os benefícios da participação no prêmio ANTP de Qualidade as seguintes empresas
Viação Urbana Ltda –Fortaleza/CE
Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A –TRENSURB – Porto Alegre/RS
Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte S/A -BHTRANS - Belo Horizonte/ MG
CONTATO COM FABRICANTES E O MUNDO ACADÊMICO:
Outra empresa que é considerada referência no setor de transportes metropolitanos de passageiros é a Metra, que opera o Corredor Metropolitano ABD, entre o Jabaquara, na Zona Sul de São Paulo, e o bairro de São Mateus, na zona Leste de São Paulo, por municípios do ABC Paulista.
A companhia afirma que realiza diversas atividades de interação com escolas e cursos técnicos, além de abrir as portas da garagem para fabricantes de ônibus e visitar as indústrias.
O contato com as escolas permite mostrar aos futuros profissionais como é a dinâmica do setor de transportes que, ao acompanhar as evoluções sociais e urbanas, muda muito rapidamente. Muitas vezes, somente o setor acadêmico não conseguiria acompanhar tais mudanças.
Já com os fabricantes, a interação tem vários objetivos: levar a realidade do dia a dia das operações para que os engenheiros das montadoras e encarroçadoras desenvolvam soluções mais adequadas paras os passageiros e para as empresas e aprender com eles também como tirar melhor proveito das inovações tecnológicas hoje presentes nos modelos de ônibus.
Operando trólebus, que não emitem nenhum poluente atmosférico durante a prestação de serviços, ônibus híbridos que poluem menos, e com programas como o Corredor Verde, que já possibilitou o plantio desde 2008 de cerca de 5 mil mudas de árvores ao longo do trajeto e sistema de reuso de água, a Metra diz também participar de eventos e palestras sobre meio ambiente.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

BRT MOVE BH terá mais linhas neste sábado e Scania anuncia a venda de 38 ônibus articulados para o sistema

ônibus

BRT MOVE BH recebe mais linhas neste sábado. Frota de linhas troncais já existentes vai ser reforçada. Scania anuncia venda de 38 chassis para o sistema. Divulgação Scania

Scania vende 38 articulados para o BRT MOVE que recebe mais linhas no sábado
Uma das linhas vai servir área hospitalar e outra o BH Shopping. Frota de linhas troncais será ampliada
ADAMO BAZANI – CBN
A partir deste sábado, dia 26 de abril, o BRT MOVE BH vai servir a área hospitalar e a região do BH Shopping pelo Anel Rodoviário.
A linha 85 – Estação São Gabriel/Centro via Floresta – vai passar pelo corredor da Avenida Cristiano Machado e até chegar ao Centro atenderá o bairro Floresta, pela Avenida Francisco Sales e rua Itajubá, e a região hospitalar, pela Alfredo Balena, Bernardo Monteiro, Sergipe.
Esta linha vai contar com seis ônibus tipo Padron com ar-condicionado.
Também entra em operação com veículos convencionais a linha troncal 8151 (Estação São Gabriel/ BH Shopping via Anel Rodoviário).
Nesta terceira fase do BRT MOVE BH também entram em operação cinco linhas alimentadoras que vão fazer o trajeto a partir de bairros do noroeste de Belo Horizonte até a Estação São Gabriel.
Elas vão substituir linhas já existentes que deixarão de passar pela Avenida Cristiano Machado. Com isso, não devem mais trafegar pela Avenida 56 ônibus comuns.
As novas linhas alimentadoras e as que serão substituídas são:
814 (Estação São Gabriel/Jardim Vitória) – 5502A (Jardim Vitória A)
813 (Estação São Gabriel/Paulo VI via Ribeiro de Abreu) – 5506C (Paulo VI via Ribeiro de Abreu).
832 (Estação São Gabriel/Capitão Eduardo) – 5502B (Capitão Eduardo)
837 (Estação São Gabriel/Conjunto Ribeiro de Abreu). – 5506B (Ribeiro de Abreu Via Conjunto)
707 (Estação São Gabriel/Jardim Guanabara) – 5507A (Jardim Guanabara A)
Além disso, três linhas que funcionam somente aos domingos vão operar todos os dias da semana, como novas nomenclaturas:
5502 B passa a ser 832 (Capitão Eduardo / São Gabriel),
5506 B vai ser transformada na linha alimentadora 837 (Ribeiro de Abreu / Via conjunto)
5507 A se torna 707 (Jardim Guanabara / São Gabriel).
MAIOR DEMANDA:
De acordo com estimativas da gerenciadora BHTrans, com as alterações a partir deste sábado, a Estação São Gabriel deve receber 28 mil passageiros a mais por dia. Assim, segundo a BHTrans, vão passar por dia 100 mil pessoas em média na estação.
Por causa disso, as linhas troncais já existentes recebem mais veículos e acréscimo no número de viagens:
A linha 82, que atende a região hospitalar, terá aumento de 51% no número de viagens que passa de 96 para 145. Os intervalos serão de cinco minutos.
A 83 P – paradora – que vai até o centro , terá acréscimo de 20% indo de 94 para 113 viagens. Intervalo será de seis minutos.
A 83 D, que vai para a região central sem paradas vai ter 84% a mais de viagens. Serão 239 viagens ante 130. Os intervalos caem para três minutos.
SCANIA ANUNCIA VENDA DE CHASSIS ARTICULADOS PARA O SISTEMA:
Quando estiver concluído em maio deve contar com 22 linhas e atender a 700 mil passageiros por dia em 42 estações distribuídas ao longo de 23,1 quilômetros de corredores.
Além de melhorar a mobilidade na capital mineira, o BRT MOVE BH tem sido uma oportunidade de negócios para fabricantes de chassis e carrocerias de ônibus.
Nesta quarta-feira, dia 23 de abril de 2014, a Scania anunciou a venda de 38 chassis articulados para o sistema.
Os veículos são do modelo K 310 6×2/2 com capacidade para 127 passageiros cada. Os ônibus devem entrar em operação até a metade do ano pelas empresas Transportes Milênio, Transportes São Dimas, Turilessa e Bettania Ônibus.
Em nota, a Scania, diz que os ônibus são preparados para o modelo de estações do BRT cujo piso é no mesmo nível do assoalho dos ônibus.
“Os 38 articulados Scania K 310 6×2/2 de piso normal são equipados com freios ABS, sistema EBS, controle de tração, sistema de “ajoelhamento”, caixa de câmbio automática ZF Ecolife de 6 marchas e freio auxiliar incorporado. Os ônibus articulados têm quatro portas à esquerda, que coincidem com as portas da plataforma do BRT. Além de três saídas do lado direito, que permitem um embarque e desembarque na altura da calçada. Dentro dos ônibus, por meio de sistemas de som e painéis digitais, os passageiros têm acesso às informações sobre a próxima estação. Os ônibus contam ainda com circuito fechado de TV e GPS com monitoramento por centrais de controle operacional. Os 38 articulados Scania vão atuar em dois dos três corredores do Move: Cristiano Machado e Antônio Carlos” – diz a nota.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Mais um trecho do Corredor Itapevi-São Paulo, BRT Itapevi-Cotia e outras estações da linha 8 até 2015

ônibus

Ônibus metropolitano em Osasco. Governo do Estado de São Paulo autoriza mais uma etapa para a construção do Corredor Itapevi – São Paulo. Estão autorizados também os projetos iniciais para o BRT Metropolitano Itapevi-Cotia. Duas estações da linha 8 da CPTM foram inauguradas. Linha vai receber outras duas estações com obras previstas para 2015. FOTO ILUSTRATIVA!

Estado de São Paulo libera construção de mais um trecho do corredor de ônibus em Itapevi-São Paulo
Trecho é de 8,8 quilômetros entre Jandira e Carapicuíba. Também foi autorizado o início do projeto do BRT Metropolitano Itapevi-Cotia. Linha 8 da CPTM vai ter mais duas estações em 2015
ADAMO BAZANI – CBN
O Governo do Estado de São Paulo assinou nesta quarta-feira, dia 23 de abril de 2014, a autorização para o início das obras de um trecho de 8,8 quilômetros de extensão entre Jandira e Carapicuíba do corredor de ônibus que vai ligar a cidade de Itapevi a São Paulo.
Por dia, o governo estima que serão atendidos 33 mil passageiros quando as obras estiverem concluídas em 2015.
No total, o corredor de ônibus deve ter 23,6 quilômetros de extensão e vai passar pelas cidades de Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba, Osasco e São Paulo (zona oeste). A área servida pelo corredor soma 12,5 milhões de moradores.
O trecho que teve autorizado o início das obras nesta quarta-feira, entre Jandira e Carapicuíba, vai ter um terminal de ônibus – Terminal Carapicuíba – , uma estação de transferência e integração em Barueri e 10 estações de embarque e desembarque ao longo dos 8,8 quilômetros. O custo das obras será de R$ 94,9 milhões.
BRT METROPOLITANO ITAPEVI-COTIA:
O governador Geraldo Alckmin também assinou a autorização para a contratação do projeto-básico do BRT Metropolitano Itapevi-Cotia.
O custo das obras deve ser de R$ 160 milhões.
Além das características de um BRT, como embarque com acessibilidade no nível do assoalho dos veículos e prioridade total aos ônibus no espaço, o Governo do Estado anunciou que as paradas terão “teto verde” que, segundo a assessoria do Palácio dos Bandeirantes, propicia melhor conforto térmico para os passageiros que aguardarem os ônibus.
As paradas também devem ter lâmpadas de LED, que consomem menos energia que as convencionais, e o pavimento será intertravado nas calçadas e canteiros. Isso deve proporcionar captação de água da chuva e deixar o solo permeável.
INAUGURAÇÃO DE ESTAÇÕES DA CPTM:
Também nesta quarta-feira, o Governo do Estado de São Paulo inaugurou, com cerca de dois anos de atraso, as estações Amador Bueno e Santa Rita, em Itapevi, na Grande São Paulo.
As estações fazem parte da extensão da linha 8 Diamante da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e são conectadas à estação Itapevi.
O Governo do Estado atribuiu o atraso nas inaugurações a uma série de alterações em relação ao projeto inicial exigidas pelo Ministério Público Estadual, como a questão da acessibilidade e o cumprimento da obrigação de que as passagens de nível hoje sejam automáticas e não manuais como as antigas.
As duas paradas estavam desativadas desde 2010 e recebiam cada cerca de 3,5 mil passageiros por dia.
Pela baixa demanda, o trecho será atendido por trens com quatro carros em vez de seis como os habituais.
A partir desta quinta-feira, dia 24 de abril de 2014, a operação ocorre em horário comercial, das 4 da manhã à meia noite.
A revitalização do trecho custou R$ 83 milhões e incluiu intervenções como padronização da bitola (largura dos trilhos) e modernização da rede aérea.
O Governo do Estado também garantiu financiamentos do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social de R$ 500 milhões para a reforma de outras estações da linha 8.
A linha 8 Diamante da CPTM deve receber também mais duas estações Ambuitá e Cimenrita. Os projetos básicos e executivo devem ficar prontos neste ano e a licitação e as obras terão início em 2015.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

Vazamento de gás prejudica acesso ao Terminal Rodoviário do Tietê

Terminal Tietê

Acesso principal do Terminal do Tietê está bloqueado por causa de vazamento de gás na Marginal. Foto: Cátia Toffoletto

Vazamento de Gás prejudica acesso ao Terminal Rodoviário do Tietê
Parte da pista local da Marginal foi interditada no sentido da rodovia Castelo Branco
ADAMO BAZANI – CBN
O acesso principal dos ônibus para o Terminal Rodoviário do Tietê está prejudicado por causa de um vazamento de gás durante uma obra realizada por uma empresa terceirizada pela CET na pista local da Marginal do Rio Tietê.
A interdição é no sentido Castelo Branco. Os ônibus estão entrando por outro acesso.
O tráfego é lento no local, o que atrasa a previsão das chegadas dos veículos rodoviários.
Os ônibus estão sendo desviados para a Avenida Moysés Roysen de onde acessam o termninal
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , | 1 Comentário

Torcedor já pode escolher frases nos ônibus da Copa

ônibus da Copa

Ônibus já são personagens da Copa do Mundo. Na Alemanha, em 1974, os veículos das delegações chegaram a desfilar no estádio de abertura. Para 2014, internautas podem escolher frases nos ônibus das seleções. Foto Blog Daimler

Fifa abre concurso para a escolha das frases nos ônibus das seleções
Cada País tem três slogans para serem escolhidos
ADAMO BAZANI – CBN
Eles já se tornaram personagens das Copas do Mundo. Tanto é que na Alemanha em 1974, tiveram direito até mesmo a desfilarem no estádio de abertura.
Sim, são os ônibus.

VEJA O VÍDEO – O DESFILE DOS ÔNIBUS ENTRE 38 MINUTOS E 44 MINUTOS:

Na lembrança daqueles que já viram as estrelas do futebol brilhar, há imagens como gols, estádios, torcidas, os jogadores preferidos, mas também, puxando um pouco mais pela memória, vão aparecer os ônibus das seleções.
Coloridos, com as bandeiras estampadas nas latarias, com frases e sinais do folclore de cada País, eles se destacam e deixam mais próximos jogadores e torcedores.
Muitos conseguem fotografar, ver de perto e até tocar em seus ídolos dos gramados no acesso para o ônibus.
O ônibus também serve de local de medição para os jogadores antes e depois das partidas. Pelas janelas dos ônibus, os astros da bola vêem a cidade e se dão conta de que as atenções estão voltadas para eles.
Na Copa do Mundo passada, em 2010, na África do Sul, as frases de estímulo para cada seleção nos ônibus foram marcantes.
E nesta edição da Copa no Brasil, em 2014, a tradição das mensagens nos ônibus promete se consolidar.
Nesta terça-feira, dia 22 de abril de 2014, a Fifa divulgou em seu site as três frases finalistas para estampar os ônibus de cada uma das 32 seleções.
E o internauta pode escolher a frase de preferência.
Para o Brasil as três opções são:
- Engata a 6ª, Brasil!
- Não na nossa Casa!!!
- Preparem-se! O Hexa está chegando.
É possível votar para todos os países, em apenas alguns ou só em um ônibus.
O site para a escolha da frase é:

http://pt.fifa.com/worldcup/games/be-there-with-hyundai/vote-slogan/index.html?cid=facebook_2014fifaworldcupbrazil

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em História, Notícia | Marcado com , , , , , , , | 4 Comentários