Ônibus em São Paulo perdem passageiros

ônibus

Ônibus de cooperativa em São Paulo. Sistema perdeu passageiros na comparação entre semestres. Maior queda foi em relação aos serviços locais, referentes às cooperativas. Foto: Adamo Bazani

Sistema de ônibus em São Paulo perde passageiros
No primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado houve queda no número de pessoas que andaram de ônibus
ADAMO BAZANI – CBN
Apesar de ações da prefeitura de São Paulo como a implantação de faixas exclusivas, que aumentou em diversas regiões a velocidade do transporte coletivo, e a criação de novas modalidades do Bilhete Único, os ônibus na Capital Paulista não conseguem atrair uma quantidade significativa de novos passageiros.
Pelo contrário, na comparação do primeiro semestre deste ano com o mesmo período de 2013, os ônibus municipais de empresas e cooperativas perderam 19 milhões 632 mil 305 passageiros.
Os dados são da SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora dos serviços.
De janeiro a junho de 2013, o transporte coletivo por ônibus registrou 1 bilhão 437 milhões de passagens enquanto nos seis primeiros meses deste ano, o total de atendimentos foi de 1 bilhão 418 milhões.
Em números absolutos, a maior queda foi das cooperativas: 16 milhões 51 mil e 23 passageiros.
Já as empresas de ônibus deixaram de registrar 3 milhões 581 mil 282 passagens.
CONFIRA OS NÚMEROS
JANEIRO A JUNHO – 2013:
Total: 1 bilhão 437 milhões 925 mil 181
Empresas: 803 milhões 677 mil 494
Cooperativas: 634 milhões 247 mil 687
JANEIRO A JUNHO – 2014:
Total: 1 bilhão 418 milhões 292 mil 876
Empresas: 800 milhões 096 mil 212
Cooperativas: 618.196.664
RESULTADOS MOSTRAM NECESSIDADE DE MAIS AÇÕES EM PROL DA MOBILIDADE:
Os números não são animadores do ponto de vista de mobilidade para a cidade de São Paulo.
Uma porque indicam que até agora as ações da prefeitura, que implantou desde janeiro de 2013 quase 342 quilômetros de faixas exclusivas e criou novas modalidades do Bilhete Único, como o Mensal e o Semanal, ainda não foram suficientes para fazer com que mais pessoas deixem os carros em casa.
Outra porque ao não atrair para o transporte público estas pessoas, os congestionamentos e a poluição continuam sendo problemas que se agravam.
A expectativa é que, com a criação dos corredores de ônibus, espaços que garantem melhor desempenho aos coletivos que as faixas, este quadro possa se reverter.
A prefeitura de São Paulo planeja implantar mais 150 quilômetros de corredores até 2016, mas a meta não é uma certeza devido aos atrasos de diversas ordens, desde problemas com os projetos até jurídicos e políticos com a Câmara Municipal.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Eletra recebe prêmio entre as “Melhores do Setor Automotivo”

ônibus

Trólebus com carroceria Caio Millennium e chassi Mercedes-Benz O500UA com sistema produzido pela Eletra. Empresa de São Bernardo do Campo recebe premiação entre as Melhores do Setor Automotivo. Foto: Adamo Bazani

Eletra recebe prêmio entre as “Melhores de Setor Automotivo de 2014”
Empresa de São Bernardo do Campo é especializada na produção de ônibus não poluentes
ADAMO BAZANI – CBN
A empresa fabricante de ônibus elétricos híbrido, elétrico puro e trólebus, Eletra, de São Bernardo do Campo, recebeu o prêmio AutoData como uma das “Melhores do Setor Automotivo de 2014”.
A premiação é na categoria “Veículo Ônibus”.
Nesta primeira etapa, foram eleitas 54 empresas em dezesseis categorias, os concorrentes nas categorias de veículos e a Personalidade do Ano.
Além de desenvolver e testar o E-bus, ônibus elétrico com baterias articulado, em parceria com as empresas japonesas Mitsubishi Heavy Industries e Mitsubishi Corporation, a Eletra possui trólebus e ônibus híbridos (com motor a diesel e elétrico) circulando no Corredor Metropolitano ABD, pela empresa Metra, e entre a zona Leste e a região central da Capital Paulista pela empresa Ambiental Transportes.
Em relação ao E-Bus, a empresa destaca que o veículo é o “primeiro ônibus 100% elétrico dotado apenas de baterias do tipo articulado de 18 metros do mundo”.
São 14 baterias que necessitam de 3 horas para recarga total, garantindo autonomia operacional de 200 km. O veículo conta ainda com um sistema de recarga rápida, que pode ser feito em 5 minutos, oferecendo mais 11 km de autonomia. Desde 21 de fevereiro de 2014, o veículo é testado oficialmente na ligação entre Diadema, na Grande São Paulo, e a região da Estação Berrini, da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, na zona Sul de São Paulo.
Já os trólebus, segundo a empresa, possuem soluções que minimizam problemas antigos como este tipo de veículo, como queda das alavancas da rede aérea e do fornecimento de energia.
As novas unidades são dotadas de baterias que permitem que o trólebus percorra entre quatro quilômetros e sete quilômetros sem estar conectado aos fios. As alavancas são pneumáticas para reduzir impactos decorrentes da condição do pavimento evitando que se soltem da rede aérea.
“Esse é o reconhecimento de muitos anos de trabalho e do esforço da empresa em inovar e buscar novos caminhos no mercado de transporte urbano. O E-Bus chega para reforçar o espírito inovador e a competência da indústria nacional” – disse em nota a gerente comercial da Eletra, Iêda Maria Oliveira.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 1 comentário

Opinião – Movimentos Sociais? Sininho tinha endereços de garagens atacadas

Sininho

Polícia diz que Sininho e seu grupo não participaram apenas de manifestações, mas financiaram ações violentas em greves, como a depredação de 700 ônibus no Rio de Janeiro. Gente mais graúda deve estar por trás destas atuações, o que não inocenta quem promoveu as depredações. Foto: JB

Movimento Social? Sininho tinha endereço de empresas de ônibus atacadas
Manifestantes teriam apoiado grevistas em destruição de coletivos, diz polícia
ADAMO BAZANI – CBN
Protestar contra as más condições do país, fazer greve em prol de direitos trabalhistas, é legítimo.
Mas investigações da Polícia Civil do Rio de Janeiro mostram que surgiu uma nova profissão no País: manifestante.
Com interesses políticos e de projeção, muitos supostos grupos sociais e jovens de classe média alta acabam se engajando em protestos sem foco.
Um dia reclamam do transporte, outro da habitação, da telefonia celular, como já fez o Movimento Sem Teto em São Paulo, e às vezes contra problemas que nem sentem na pele.
O grande problema é que muitas vezes estes protestos são marcados por desrespeito à lei, ao direito de ir e vir dos outros cidadãos e pela violência.
Uma das figuras que ganhou projeção com as manifestações foi a estudante Elisa Quadros, conhecida como Sininho, que está presa e é apontada pela Polícia Civil como uma das cabeças das ações violentas.
Além de manifestações nas ruas, seu grupo se infiltrou em greves.
A polícia obteve anotações feitas por Sininho com endereços de 12 garagens de ônibus. Três delas foram atacadas.
Na greve dos motoristas e cobradores de ônibus no Rio, neste ano, mais de 700 coletivos foram danificados e a polícia diz que Sininho e seu grupo estavam envolvidos nos ataques.
Há suspeita de participação dos aliados da estudante em outras greves, como revelam escutas telefônicas.
O cinegrafista Santiago Andrade, da Bandeirantes, morreu em uma destas ações e protestos violentos.
Estes grupos de estudantes e movimento sociais possuem organização e dinheiro de acordo com a polícia. Isso permite que tenham armas letais e não letais, bombas e estruturas de comunicação.
O advogado Marino D’Icaraí, que defende Elisa Quadros e outros 14 acusados, disse que não tem como responder nenhuma acusação porque ainda não teve acesso a uma cópia do processo.
Atribuir todos os ataques a “sininhos” da vida é simplificar o problema. Claro que deve haver gente mais graúda, já com cargos políticos, por trás de tais ações. Mas isso não inocenta as pessoas que se envolvem nos atos violentos que devem ser punidas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Ônibus terão partidas reforçadas para jogo em Itaquera

4310 Itaquera

Ônibus superarticulado da linha 4310/10, opção entre Itaquera e Região Central que terá mais partidas. Tempo de percurso é semelhante ao metrô.

Transportes sofrem alterações para primeiro jogo no Itaquerão durante a semana
Ônibus terão horários reforçados. Trens e Metrô funcionam até meia noite e dezenove
ADAMO BAZANI – CBN
Após a Copa do Mundo, nesta quarta-feira, dia 23 de julho de 2014, será realizado o primeiro jogo com expectativa de lotação maior no meio da semana no estádio de Itaquera, na zona Leste de São Paulo, entre Corinthians e Bahia, às dez horas da noite.
A partida deve terminar pouco antes da meia noite.
Os ônibus terão serviços ampliados.
A linha de ônibus 4310/10, que liga a estação Itaquera ao Parque Dom Pedro II, no centro de São Paulo, terá mais partidas que o habitual e vai atender o horário da saída dos torcedores.
A linha é operada pela VIP Transporte, com ônibus de cor amarela na frente e o tempo de trajeto é semelhante ao do metrô.
Serão 17 ônibus a partir das 23h45.
Quem for voltar de trem ou metrô deve se apressar para sair. As últimas viagens da linha 3 Vermelha do Metrô e 11 Coral da CPTM serão à meia noite de dezenove na Estação Itaquera e meia noite e vinte e um na Artur Alvim, em cada modal.
Segundo as companhias de trem e metrô não é possível estender os horários por causa dos serviços de manutenção que começam a uma hora da madrugada.
BLOQUEIOS:
A CET deve realizar os seguintes bloqueios no trânsito:

Rua Doutor Luís Ayres (pista local), sentido Bairro, frente ao estacionamento principal da Arena Corinthians;
Avenida Professor Engenheiro Ardevan Machado, trecho e sentido da Rua Doutor Luís Ayres à Avenida Miguel Ignácio Curi e
Avenida Miguel Ignácio Curi, entre Avenida Professor Engenheiro Ardevan Machado e a entrada do Estádio
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Urbs divulga novos postos para carga e recarga de cartão

ônibus

Ônibus em Curitiba. A partir do dia 1º de agosto, começam a funcionar 23 postos para carga e recarga de Cartão Transporte. Nesta data também micros deixam de aceitar dinheiro e domingueira pode ser paga por bilhetagem eletrônica. Foto: Adamo Bazani.

Urbs divulga novos locais para carga e recarga de Cartão Transporte
A partir de 1º de agosto, tarifa reduzida aos domingos pode ser paga pela bilhetagem eletrônica e micro-ônibus, inclusive o Circular-Centro, não aceitam mais dinheiro
ADAMO BAZANI – CBN
A Urbs- Urbanização Curitiba S.A., gerenciadora dos serviços de ônibus nos municípios que foram a RIT – Rede Integrada de Transportes, divulgou nesta terça-feira, dia 22 de julho de 2014, vinte e três endereços onde os passageiros da capital paranaense e cidades vizinhas podem recarregar o Cartão Transporte.
Estes pontos começam a funcionar no dia 1º de agosto.
Se o passageiro optar por fazer a recarga em bancas de jornais vai pagar R$ 1,00 pela operação. Os comerciantes podem ou não aceitar os cartões de crédito ou débito para o pagamento. Já a primeira carga do cartão avulso tem operação gratuita.
O passageiro pode também carregar nos postos da Urbs, onde não haverá cobrança para a operação, mas o pagamento só pode ser feito com dinheiro.
Pela internet, a operação também não é cobrada, mas os créditos só ficam disponíveis 72 horas depois da operação.
A partir desta data também as 66 linhas de micro-ônibus, incluindo a Circular-Centro, só passam a aceitar o cartão, não podendo mais haver pagamento com dinheiro.
Ainda a partir de 1º de agosto, a tarifa especial de domingo, de R$ 1,50 (em dias da semana é de R$ 2,70), que antes era só paga com dinheiro, poderá ser debitada do cartão.
EM VEZ DE CRÉDITOS, VALORES.
Nesta segunda-feira, dia 21 de julho de 2014, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, assinou o Decreto 649 que altera a regulamentação sobre bilhetagem eletrônica.
Em vez de créditos, os cartões e validadores das catracas passam a contar valores em reais.
Hoje, independentemente de quanto for a tarifa, é descontado um crédito.
Com a mudança, o que vai ser debitado é o valor da passagem pelo serviço.
Com isso, segundo a Urbs, será possível criar valores diferenciados, como em horários de menor demanda.
Em São Paulo, isso ocorre pelo Bilhete Único com os trens da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e com o Metrô.
A tarifa do sistema é de R$ 3,00, mas para quem pegar o trem das 4h00 às 5h35 ou o metrô das 04h40 às 6h15, a passagem custa R$ 2,50.
Também seguindo o exemplo do Bilhete Único da cidade de São Paulo, a prefeitura de Curitiba pretende criar integrações temporais que independem de terminais ou estações-tubo. Por um determinado período, o passageiro tem direito a usar um número limitado de ônibus, mas pode fazer a transferência em qualquer ponto da cidade.
CONFIRA OS ENDEREÇOS ONDE SERÁ POSSÍVEL A CARGA OU RECARGA DO CARTÃO TRANSPORTE A PARTIR DE 1º DE AGOSTO:
Em ruas e praças:
• Na Travessa Moreira Garcez, em frente à galeria Tobias de Macedo
• Na esquina das ruas Barão do Cerro Azul e 13 de Maio
• Na Travessa Nestor de Castro perto da esquina com a Rua do Rosário
• Banca Triângulo – na Praça Tiradentes, em frente ao Banco do Brasil, na confluência da Avenida Marechal Floriano com Cândido de Leão
• Banca Bom Jesus – Na Praça Rui Barbosa, na lateral da André de Barros perto da Rua 24 de Maio
• Banca Bom Jesus II – Na Praça Rui Barbosa, na lateral da Rua Pedro Ivo perto da Voluntários da Pátria
• Banca Revistaria Cultura – Na Praça Rui Barbosa, na lateral da Rua Pedro Ivo perto da Desembargador Westphalen
• Banca da Cátia – Na Praça Rui Barbosa, em frente ao Colégio São José
• Banca Carlos Gomes – Na Praça Carlos Gomes, na lateral da Monsenhor Celso com José Loureiro
• Banca Staub – Na Avenida Marechal Deodoro, esquina com João Negrão, em frente ao Shopping Itália
• Banca de café Café do Zacarias – Na Praça Zacarias
• No Centro Cívico – Perto da Prefeitura e em frente ao Banco Itaú
• No Centro Cívico – Na Avenida Cândido de Abreu, perto da Comendador Fontana
• Banca Irani – Praça 19 de Dezembro
Em terminais de transporte:
• Lanchonete Haluche – Terminal Cabral
• Maestrelle e Panzarine – Terminal Santa Felicidade
• Tívoli Comércio de Jornais – Terminal Campina do Siqueira
• Banca Feitosa – Terminal Vila Hauer
• Revistaria Portão – Terminal Portão
• Tailândia Doces e Salgados – Terminal Centenário
• Lanchonete Adriana – Terminal Fazendinha
• Banca do Edson – Terminal Campo Comprido
• Kerida Presentes – Na Rua da Cidadania Santa Cândida
Confira onde fazer o Cartão Transporte Usuário
Nos dias úteis das 8h30 às 17h e aos sábados das 8h30 ao meio-dia:
Urbs: Na Unidade de Fiscalização e Cadastro do Usuário, na ala ferroviária
Nas Ruas da Cidadania:
Matriz, na Praça Rui Barbosa,
Boa Vista, na Avenida Paraná, 3.600, perto da Unidade de Saúde 24 Horas
Boqueirão, no Terminal do Carmo
Pinheirinho, no Terminal Pinheirinho
Portão – no Terminal Fazendinha
Nos dias úteis das 7h às 19h e aos sábados das 8h30 ao meio-dia:
Terminal Santa Felicidade , na guarita da fiscalização
Terminal Cabral, na guarita da fiscalização
Travessa Nestor de Castro, atrás da Catedral
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ônibus interestaduais transportaram 3,4 milhões na Copa

ônibus

Balanço da ANTT mostra que 3,4 milhões de pessoas foram transportadas por ônibus de linhas regulares interestaduais envolvendo as 12 cidades-sede da Copa. Fretamento atendeu mais de 250 mil. Foto: Adamo Bazani.

Empresas de ônibus interestaduais transportaram 3,4 milhões de passageiros durante a Copa, diz ANTT
Já serviços fretados atenderam mais de 250 mil pessoas. Fretamento internacional foi liderado pelos argentinos
ADAMO BAZANI – CBN
Ao menos 3 milhões e 400 mil pessoas foram transportadas pelas empresas de ônibus em linhas regulares interestaduais somente nos dias da Copa do Mundo de 2014 e nas cidades-sede.
O balanço parcial é da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres e foi divulgado nesta terça-feira, dia 22 de julho de 2014.
Ainda segundo a ANTT, neste período, que em parte coincidiu com as férias escolares, foram solicitadas 2 mil 653 viagens extras às empresas, das quais, 2 mil e 77 eram para pelo menos uma cidade-sede da Copa.
O maior número de viagens extras foi para Brasília, com 596 partidas, e para o Rio de Janeiro, com 553 solicitações.
FRETAMENTO:
O setor de fretamento também chamou a atenção, segundo a ANTT.
Foram realizadas durante a Copa, 6 mil 869 viagens com veículos de transporte coletivo de fretamento, entre vans, minionibus, micro-ônibus e ônibus, correspondendo a 32% dos deslocamentos interestaduais.
Ao todo, foram transportados somente com origem e destino no território nacional, 235 mil 664 passageiros. A cidade de São Paulo foi o destino mais relevante para o fretamento na Copa: 3 mil 986 viagens, o que significa 58% do total de deslocamentos nesta modalidade. Rio de Janeiro foi a segunda, com 513, e Fortaleza a terceira, com 443 viagens.
FRETAMENTO INTERNACIONAL:
Somam-se a estes 235 mil 664 passageiros do fretamento nacional mais 19 mil pessoas que usaram ônibus de circuito-fechado com origem em outros países.
Foram 365 viagens procedentes de outros países, sendo que a maioria veio da Argentina: 244 viagens comunicadas ou 67% do total de fretamento a partir de outros países.
O Rio de Janeiro foi o principal destino das viagens de fretamento de outros países, sendo responsável por 172 viagens.
A ANTT montou um centro operacional para monitorar as viagens nas principais rodovias do País, postos de atendimento e rodoviárias.
Um projeto piloto permitiu a fiscalização em tempo real, 24 horas por dia, através do centro de controle, dos terminais rodoviários nas cidades-sede. A expectativa é que essa fiscalização seja retomada após as análises do que deu certo e o que pode ser melhorado no processo de monitoramento.
A ANTT registrou, no período compreendido entre 10 de junho e 14 de julho, 10.490 veículos fiscalizados (viagens nacionais e internacionais) e 1.447 autos lavrados.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Representante da Volvo em São Paulo amplia equipe de pós venda de ônibus

ônibus

Ônibus da Volvo. Mercado de ônibus está cada vez mais exigente a partir da postura mais crítica dos passageiros. Com isso, fabricantes e concessionárias investem em pós-venda deste tipo de veículo. A Volvo possui o Mr. Bus, um profissional com conhecimentos amplos sobre o mercado e os veículos. Unidade da Auto Sueco São Paulo ampliou equipe de pós-venda para ônibus.

Auto Sueco São Paulo amplia equipe para pós-venda de ônibus
Representante da Volvo tem agora dois profissionais especializados em veículos de transportes de passageiros cujas tecnologias necessitam de maior nível de especialização
ADAMO BAZANI – CBN
Há muito tempo, a grande maioria dos ônibus deixou de ser caminhões com adaptações nos chassis e que recebiam carrocerias para passageiros.
Os veículos são “ônibus mesmo” (por mais esquisito que possa parecer o termo) e cada vez mais dotados de tecnologias avançadas.
Mas o desenvolvimento não foi apenas na área técnica.
Hoje, os passageiros estão mais exigentes e a opinião pública pressiona (e com razão) de diversas formas para que os serviços e as frotas sejam melhores, o que resulta numa postura mais firme dos gestores, embora ainda haja a necessidade de avanços nas autarquias de transportes.
Isso também gera uma exigência maior por parte dos donos de ônibus que precisam atender a requisitos de qualidade que há pouco menos de uma década não eram levados em consideração.
Por isso, as montadoras e concessionárias têm investido cada vez mais no “pós-venda” dos ônibus.
A Volvo criou a figura do Mr. Bus, um profissional especializado em ônibus que atua desde as áreas administrativas até as técnicas, coordenando equipes, para dar o apoio necessário hoje para o empresário prestar o serviço que a população espera.
A representante da Volvo na Capital Paulista e Região Metropolitana, Auto Sueco, ampliou a equipe de pós venda para ônibus e agora conta com dois profissionais “Mr. Bus”: Ricardo Apolinário e Thiago Jacon, que em nota divulgada pela assessoria de imprensa da Auto Sueco, destacam as ações junto às empresas transportadoras de passageiros.
“É um desafio muito grande. O nosso objetivo é estreitar a relação com o cliente, promovendo visitas periódicas e agilizando o atendimento”, resume Ricardo Apolinário, o primeiro Mr. Bus do grupo. “Nossos clientes têm à sua disposição uma equipe exclusiva de mecânicos nas próprias garagens, mas investimos nos últimos anos em equipes especializadas e carros-oficinas para suprir as solicitações de serviços”, diz Thiago Jacon. A maior demanda de serviços vem do transporte urbano, por isso, além do atendimento personalizado, o Mr.Bus reforça a importância da manutenção preventiva nos ônibus.
A Auto Sueco também mantém um Mr. Bus na unidade de Campinas, interior de São Paulo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Publicado em Notícia | Marcado com , , , , , , , , , , , | 3 Comentários